Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Doçura & candura

“Vou falar uma coisa para vocês: o PMDB só me dá alegrias”. Dilma Rousseff, nesta terça-feira, em viagem ao Chile, onde assistirá à posse da presidente eleita Michelle Bachelet, respondendo a uma pergunta feita por jornalistas brasileiros com a mesma doçura exibida quando chama ministros, assessores e repórteres de “meu querido”.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 04h17 - Publicado em 11 mar 2014, 20h06

“Vou falar uma coisa para vocês: o PMDB só me dá alegrias”.

Dilma Rousseff, nesta terça-feira, em viagem ao Chile, onde assistirá à posse da presidente eleita Michelle Bachelet, respondendo a uma pergunta feita por jornalistas brasileiros com a mesma doçura exibida quando chama ministros, assessores e repórteres de “meu querido”.

Publicidade