Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Dilmês pernóstico

“Não basta estarmos presentes no mundo. É preciso sermos atuantes. O valioso simbolismo da presença não pode substituir uma diplomacia de resultados, que se mede com números, com ação, engajamentos” Mauro Vieira, ao assumir a chefia do Ministério das Relações Exteriores, revelando com o palavrório indecifrável que foi nomeado chancelar por ser o único diplomata […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 02h20 - Publicado em 14 jan 2015, 19h00

“Não basta estarmos presentes no mundo. É preciso sermos atuantes. O valioso simbolismo da presença não pode substituir uma diplomacia de resultados, que se mede com números, com ação, engajamentos”

Mauro Vieira, ao assumir a chefia do Ministério das Relações Exteriores, revelando com o palavrório indecifrável que foi nomeado chancelar por ser o único diplomata fluente em dilmês pernóstico.

Publicidade