Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dias Toffoli é a cara do PT

Presidente do Supremo revoga direito de propriedade e acha divertido roubar processos

No vídeo gravado em 2014 que viralizou neste fim de semana, José Antônio Dias Toffoli abre o palavrório inverossímil com um vigoroso pontapé no Código Penal. “Uma vez, o Vladimir roubou um processo pra não ter o despejo”, começa a história contada durante um evento promovido pelo Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade do Largo de São Francisco. Até o mais imbecil estagiário de escritório de advocacia sabe a diferença entre roubar e furtar, ignorada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal.

Roubo é o ato de subtrair um bem material de outrem por meio de violência ou ameaça. O furto é caracterizado pela tomada de um bem material sem que haja violência ou ameaça contra a vítima. Como informa a sequência do relato, é errado dizer que Vladimir roubou um processo. O que fez o herói de Toffoli foi furtar os autos do processo que tratava de uma ação de despejo. Mais chocante que a aula de ignorância é o sorriso do narrador: Toffoli acha muito engraçado afanar documentos do Poder Judiciário.

Em pouco mais de três minutos, o ministro também diz “aonde” em vez de “onde”, troca o correto “mandado” por um inacreditável “mandato”, ensina que invasores de prédios alheios devem ser qualificados de “ocupantes” e confessa que Vladimir escapou de ser punido porque foi socorrido por uma juíza amiga. Por essas e outras, Toffoli fracassou nas duas tentativas de virar juiz de Direito. Apesar disso, ou por isso mesmo, Lula transformou o afilhado em titular do time das 11 togas. E hoje Toffoli é presidente do Supremo.

Promulgada em 1950, a Lei 1079, conhecida como Lei do Impeachment, define no art. 39 os crimes de responsabilidade dos ministros do STF, puníveis com a perda do cargo. Ouçam o que diz o número cinco: “Proceder de modo incompatível com a honra, dignidade e decoro de suas funções”. O vídeo que escancara a cabeça e a alma de mostra Toffoli em ação é desonroso, indigno e indecoroso.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Jose Roberto de Lima Machado

    Vejam em que enroscada o país se meteu(Governo/Poderes da República).Os resquícios constituem grande potencial de risco de um retorno agravado.

    Curtir

  2. Antonio Sampaio Dória

    Ai, ai, ai. A vontade de criticar o PT é tão grande que ele ouve mandaTO ao invés de mandaDO.

    Curtir

  3. Antonio, trocar uma letra foi o menor dos erros que o Toffoli cometeu nesse vídeo.

    Curtir

  4. Antonio, pelo menos, você reconhece que Toffoli está lá a serviço do petismo.

    Curtir

  5. Geraldo Pereia

    Cara só não. É debochado como o são todos os PTralhas.

    Curtir

  6. antonio carlos Ferreira

    É o que temos no Supremo Tribunal de Justiça atualmente. Não foi assim, aliás nunca foi tão fraco juridicamente. Ali só se salvam uns poucos, e o mais antigo este sim um Ministro que age como tal, e profundo conhecedor do Direito. Uma pena para o País ter um Judiciário fraco. “Não basta para que o Direito e a Justiça floresçam em um País que o Juiz esteja sempre disposto a vestir a toga.”..Ihering.

    Curtir