Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Democracia bolivariana

“Chamo os companheiros para defender a democracia e o processo de mudança que ocorre”. Evo Morales, lhama-de-franja que chefia o governo da Bolívia, ensinando que na democracia bolivariana o presidente pode se reeleger eternamente, mas não pode haver greve.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 06h13 - Publicado em 18 Maio 2013, 18h47

“Chamo os companheiros para defender a democracia e o processo de mudança que ocorre”.

Evo Morales, lhama-de-franja que chefia o governo da Bolívia, ensinando que na democracia bolivariana o presidente pode se reeleger eternamente, mas não pode haver greve.

Publicidade