Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Decorador de poste

Marqueteiro do PT recebeu dinheiro sujo para fantasiar de rainha a embusteira inventada por Lula

Por Branca Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 22h15 - Publicado em 22 jul 2016, 17h55

“Eu raciocinava comigo, eu que ajudei de certa maneira a eleição dela não seria a pessoa que iria destruir a presidência, trazer um problema. Nessa época já iniciava o processo de impeachment, mas ainda não havia nada aberto, e sabia que isso poderia gerar um grave problema até para o próprio Brasil”. (João Santana, ex-marqueteiro de Dilma Rousseff, engaiolado pela Lava Jato, ao confessar a Sérgio Moro que recebeu dinheiro sujo na campanha de 2010, reforçando a tese de que é preciso instituir a prisão perpétua e aplicá-la a quem faz o diabo para instalar um poste na Presidência da República)

Publicidade