Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Decisão complicada

“Nós temos o direito regimental e político de termos tempo necessário, para analisar e contribuir, ou mesmo continuar com a mesma posição de dizer que nós somos radicalmente contra a medida provisória que está em debate”. Walter Pinheiro, senador do PT baiano, sobre a medida provisória que estabelece punições mais severas para servidores públicos que […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 12h34 - Publicado em 16 mar 2011, 12h50

“Nós temos o direito regimental e político de termos tempo necessário, para analisar e contribuir, ou mesmo continuar com a mesma posição de dizer que nós somos radicalmente contra a medida provisória que está em debate”.

Walter Pinheiro, senador do PT baiano, sobre a medida provisória que estabelece punições mais severas para servidores públicos que violem o sigilo fiscal de qualquer contribuinte, cujo prazo de votação expirou nesta terça-feira, explicando que precisa de alguns meses de reflexões para decidir se rejeita ou aprova mudanças prejudiciais ao bom funcionamento da fábrica de dossiês administrada pelos companheiros.

Publicidade