Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Começou a votação na enquete para a escolha do HSV de novembro

Começou a votação na enquete que apontará o ganhador do título de Homem sem Visão de Novembro. Inscritos voluntariamente ou por determinação dos leitores-eleitores, oito feras estão na disputa. Aloizio Mercadante Chefe da Casa Civil, o Herói da Rendição continua enxergando em Aloizio Mercadante o melhor ministro da Fazenda que o Brasil não teve. Foi […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 02h34 - Publicado em 26 nov 2014, 21h58

Começou a votação na enquete que apontará o ganhador do título de Homem sem Visão de Novembro. Inscritos voluntariamente ou por determinação dos leitores-eleitores, oito feras estão na disputa.

Aloizio Mercadante

Mercadante

Chefe da Casa Civil, o Herói da Rendição continua enxergando em Aloizio Mercadante o melhor ministro da Fazenda que o Brasil não teve. Foi ele quem achou uma boa ideia a demissão coletiva do primeiro escalão. Os colegas discordaram.

Gilberto Carvalho

gilberto carvalho

Caixa-preta especializada em assuntos de Santo André e coroinha de missa negra, Gilberto Carvalho só notou que Lula conversava mais do que Dilma com a base alugada depois de notificado da iminente perda do emprego. O secretário-geral da Presidência deverá ser rebaixado a secretário particular do presidente do Instituto Lula.

Humberto Costa

humberto costa

Líder do governo no Senado, a Patativa de Pernambuco não conseguiu ver nada de mais no escândalo da Petrobras até que o Brasil ficou sabendo que o companheiro pernambucano faz parte da multidão de beneficiários do esquema corrupção. Por enquanto, ele se recusa a enxergar o milhão de reais que embolsou na campanha de 2010.

João Vaccari Neto

vaccari

Continua após a publicidade

Tesoureiro nacional do PT, vem acumulando há muito tempo o cargo de despachante do partido para negociatas na Petrobras. Não viu nada de errado nas maracutaias que ajudou a consumar. E acha muito justo engordar a renda mensal com os cachês que recebe para não participar das reuniões do Conselho Administrativo de Itaipu.

Kátia Abreu 

Senadora Kátia Abreu (PSD-TO) comemora ampliação do seguro agrícola no Plano-Safra 2012/2013

Até a posse de Dilma Rousseff, a senadora Kátia Abreu enxergou na Era Lula “o governo dos 100 escândalos”. Depois de virar amiga do poste instalado no Planalto pelo chefe da seita, a volúvel musa da agropecuária viu em Dilma uma estadista e em Lula um bom companheiro. Para tornar-se ministra da Agricultura, finge que não vê o MST.

Renan Calheiros

renan

Antes que o afilhado Sérgio Machado, presidente da Transpetro desde 2003, aparecesse no pântano do Petrolão, o padrinho Renan Calheiros enxergou no governo um aliado incômodo. Mudou de ideia com o afastamento de Machado. Para devolvê-lo ao emprego, o presidente do Senado topa até estuprar a Constituição.

Renato Duque

renato duque

Diretor de Serviços da Petrobras até 2012, o companheiro Renato Duque enxergou nas propinas do Petrolão um instrumento de redução dos abismos sociais. Enquanto ajudava a financiar as campanhas do PT, garantiu com milhões de dólares depositados em contas no exterior uma velhice de dar inveja a banqueiro suiço. Até agora, jura não ver um ladrão quando se olha no espelho.

Romero Jucá

romero jucá

Até o segundo turno da eleição presidencial, o cacique do PMDB de Roraima foi candidato a líder do governo Aécio Neves no Senado. Depois da apuração, tornou-se candidato a líder do governo Dilma Rousseff no Senado. Quando necessário, lê projetos de lei com a velocidade de locutor de futebol e não consegue ouvir os palavrões dos descontentes. Apoia todos os governos desde que aprendeu a dizer “amém” com as enfermeiras do berçário.

Continua após a publicidade
Publicidade