Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Candidata de Dirceu, Márcio e Lula fica sem a toga que a trinca prometeu para o Natal

A vaga no Supremo Tribunal Federal aberta por Ellen Gracie será preenchida por Rosa Maria Weber Candiota, ministra do Tribunal Superior do Trabalho. Apesar de apoiada pela trinca formada por Lula, José Dirceu e Márcio Thomaz Bastos, a candidata Maria Elizabeth Rocha não vai ganhar uma toga no Natal. Não se sabe exatamente o que […]

Por Augusto Nunes - Atualizado em 18 fev 2017, 20h11 - Publicado em 7 nov 2011, 20h43

A vaga no Supremo Tribunal Federal aberta por Ellen Gracie será preenchida por Rosa Maria Weber Candiota, ministra do Tribunal Superior do Trabalho. Apesar de apoiada pela trinca formada por Lula, José Dirceu e Márcio Thomaz Bastos, a candidata Maria Elizabeth Rocha não vai ganhar uma toga no Natal.

Não se sabe exatamente o que Rosa Maria Weber Candiota pensa do caso do mensalão. Tomara que tenha juízo, ignore palpites de gente como  Tarso Genro e outros conselheiros oportunistas, enxergue as coisas como as coisas são, respeite a Justiça e cumpra sem medo o seu dever. De qualquer forma, é certo que os culpados foram impedidos de comemorar antecipadamente o aumento da bancada pronta para absolvê-los.

Lula fará de conta que não tem nada com isso. Márcio fará cara de paisagem. Dirceu fará o possível para não sacar de novo a lágrima do coldre. Os mensaleiros continuarão fazendo qualquer negócio para escapar do castigo merecidíssimo. Nesta segunda-feira, terão de fazer alguma coisa para dormir direito. O sono tranquilo só seria garantido se a candidata da trinca fosse presenteada com a vaga no Supremo.

Publicidade