Clique e assine a partir de 9,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Cadeia resolve

“Cheguei aos 62 anos, imagina se eu me lembro da mamadeira que eu mamei”. Antonio Carlos Atella Ferreira, contador especializado em maracutaias fiscais, que entregou a procuração falsificada para conseguir informações sigilosas sobre Verônica Serra, ao informar que já foi filiado a um partido político, mas já não lembra nem o nome nem a sigla.

Por Augusto Nunes - Atualizado em 31 jul 2020, 14h20 - Publicado em 4 set 2010, 07h50

“Cheguei aos 62 anos, imagina se eu me lembro da mamadeira que eu mamei”.

Antonio Carlos Atella Ferreira, contador especializado em maracutaias fiscais, que entregou a procuração falsificada para conseguir informações sigilosas sobre Verônica Serra, ao informar que já foi filiado a um partido político, mas já não lembra nem o nome nem a sigla.

Publicidade