Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolívar-de-hospício (235)

“Eu tenho razões médicas, razões científicas, razões humanas, razões do amor e razões políticas para permanecer como chefe de governo e concorrer à presidência mais forte do que antes”. Hugo Chávez, desandando num falatório que ficaria bem mais curto se confessasse que vai deixar o palácio presidencial quando chegar a hora de descansar numa tumba […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 11h17 - Publicado em 26 jul 2011, 06h12

“Eu tenho razões médicas, razões científicas, razões humanas, razões do amor e razões políticas para permanecer como chefe de governo e concorrer à presidência mais forte do que antes”.

Hugo Chávez, desandando num falatório que ficaria bem mais curto se confessasse que vai deixar o palácio presidencial quando chegar a hora de descansar numa tumba maior que a de Simón Bolívar.

Publicidade