Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Batista deixou de ser sobrenome. Virou estigma

A segunda geração, representada por Joesley, obrigour o patriarca Zé Mineiro a revogar a aposentadoria e, aos 83 anos, voltar ao batente

Num vídeo institucional da empresa que fundou e o filho Joesley transferiu dos cadernos de economia para o noticiário político-policial, José Batista Sobrinho conta como foi o começo do império no interior de Goiás: “Eu carregava malas de dinheiro de um lado para o outro para comprar, abater e vender boi”, lembra o patriarca que, por ter nascido em Alfenas, ficou conhecido como Zé Mineiro.

Em outro vídeo, o primogênito José Batista Junior, o Junior Friboi, conta o que os filhos faziam assim que o pai voltava de alguma viagem: “A gente ficava passando as notas amarrotadas, contava, amarrava direitinho, tudo muito caprichado, escrevendo os valores nos pacotes”. Hoje, seria necessária uma imensidão de crianças para reprisar o serviço com os bilhões de reais que o grupo J&F movimenta diariamente. E as malas repletas de cédulas passaram a ser carregadas por políticos arrendados pelos Batista para tornar ainda maior um colosso empresarial.

Ou porque o pai lhes ensinou a coisa errada ou por que não entenderam a lição, os filhos aprenderam a amar o dinheiro acima de todas as coisas. Tamanha paixão acabou induzindo a segunda geração a consumar um feito raro: obrigar o patriarca a revogar a aposentadoria e, aos 83 anos, voltar ao batente. O BNDES, sócio minoritário do monstro que ajudou a parir, livrou-se de Joesley e Wesley, engaiolados em Brasília. Mas segue exposto ao perigo que assombra a empresa familiar.

Neste momento, Zé Mineiro certamente está ensinando aos netos como se conta dinheiro com ligeireza ─ e já de olho no mais veloz. Será ele o sucessor. O velho negociante de carne bovina ainda não descobriu que, no mundo da proteína animal, Batista deixou de ser sobrenome. Virou estigma.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Boa noite caro Augusto!!! Realmente o nome Batista virou um pesadelo para essa família. Pensaram que podiam passas a perna em todo mundo…se enganaram. Ensinaram aos filhos, e depois seguramente aos netos serem uma imitação de Tio Patinhas!!! Esse apego ao vil metal os levaram a essa situação nada invejável…O problema é para o BNDES que perdeu, nesta história,muito dinheiro que, é o dinheiro dos brasileiros…Triste a saga dessa família de gananciosos…!!!Um forte abraço-Kitty

    Sempre bom ler seus comentários. Grande abraço, Kitty.

    Curtir

  2. Mesmo com o sobrenome sujo, ficaram ainda mais milionários com a ajuda generosa dos governos petistas. O golpe final, foi dado por Rodrigo Janot que havia garantido a Joesley e Wesley a imunidade perpétua.

    Curtir

  3. Um forte abraço, também!!!

    Curtir

  4. Parabéns Augusto pelo programa novo ” AMARELAS ao VIVO…!///Abraço-Kitty

    Curtir