Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ainda em liberdade

“A decisão constitui uma gravíssima violação da ordem constitucional, porque abala o funcionamento da democracia”. Renan Calheiros, presidente do Senado, no recurso endereçado ao STF em que contesta a decisão do ministro Gilmar Mendes de suspender a tramitação do projeto de lei que limita a criação de novos partidos, explicando que, para a turma da […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 06h23 - Publicado em 26 abr 2013, 21h56

“A decisão constitui uma gravíssima violação da ordem constitucional, porque abala o funcionamento da democracia”.

Renan Calheiros, presidente do Senado, no recurso endereçado ao STF em que contesta a decisão do ministro Gilmar Mendes de suspender a tramitação do projeto de lei que limita a criação de novos partidos, explicando que, para a turma da Casa do Espanto, a democracia é abalada quando o Judiciário invade a esfera do Legislativo e é fortalecida quando o Legislativo invade a esfera do Judiciário com uma emenda constitucional que transforma o Congresso em Supremíssima Corte.

Publicidade