Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A mãe do PAC e o filho adotivo de Fidel nasceram um para o outro

PUBLICADO EM 21 DE AGOSTO DE 2009 José Dirceu será o coordenador da campanha presidencial de Dilma Rousseff, decidiu nesta semana o presidente Lula. É o beijo da morte, compreendeu quem conhece a história do mineiro sessentão que, por querer tudo, hoje é nada. Em agosto de 2003, instalado na chefia da Casa Civil, caprichava na pose de sucessor […]

PUBLICADO EM 21 DE AGOSTO DE 2009

José Dirceu será o coordenador da campanha presidencial de Dilma Rousseff, decidiu nesta semana o presidente Lula. É o beijo da morte, compreendeu quem conhece a história do mineiro sessentão que, por querer tudo, hoje é nada. Em agosto de 2003, instalado na chefia da Casa Civil, caprichava na pose de sucessor de Lula. Passados seis anos, vai prestar serviços à “camarada de armas” a quem entregou o cargo do qual foi despejado 30 meses depois da posse.

O companheiro que não acerta uma jamais perde a chance de errar. O naufrágio em companhia de Dilma vai ampliar a coleção de trapalhadas, derrapagens e desastres espetaculares. Líder estudantil, namorou uma espiã do DOPS chamada Heloísa Helena, a “Maçã Dourada”. Presidente da União Estadual dos Estudantes em 1968, resolveu que o congresso clandestino da UNE, com mais de 1.000 participantes, seria realizado em Ibiúna, com menos de 10.000 moradores.

O nativos ficaram intrigados com aquele cortejo de jovens barbudos e vestindo ponchos cucarachas que não parava de passar pela rua principal. Era muita gente, souberam centenas de congressistas que, por falta de teto para todos, atravessaram a primeira noite tentando dormir debaixo de chuva. Era gente demais, desconfiou na manhã seguinte o dono da padaria surpreendido pela encomenda superlativa: mais de 1.000 pães por dia.

Muito mais que os 300 que costumava vender, desconfiou. No interior, gente desconfiada chama o delegado. Como todos os policiais brasileiros, o doutor sabia que a estudantada comuna andava preparando uma reunião em algum lugar de São Paulo. Ligou para os chefes na capital, que avisaram a PM, que prendeu a turma toda.

Dirceu continua a afirmar que não conseguiu vencer o aparato repressivo da ditadura. Engano. Foi derrotado pelo padeiro. Ficou preso alguns meses não porque tinha ideias subversivas, mas porque tivera uma ideia de anta. Teria dezenas ao longo da vida. Exilado na França, por exemplo, achou que Cuba era melhor.

Matriculou-se num cursinho intensivo para guerrilheiros, aprendeu a fazer barulho com fuzis de segunda mão e balas de festim, diplomou-se com o codinome de Daniel e considerou-se pronto para voltar ao Brasil e derrubar o governo a bala. Ficou muito emocionado ao despedir-se de Fidel Castro. O comandante, segundo Dirceu, sempre o tratou  “como um filho”.

Dez metros depois de cruzar a fronteira, percebeu que a coisa andava feia, mudou de nome outra vez, esqueceu a luta no campo e resolveu ir à luta em Cruzeiro do Oeste, interior do Paraná. O forasteiro Carlos Henrique Gouveia de Mello, comerciante de gado, logo se engraçou com a dona da melhor butique do lugar, trocou a guerra de guerrilhas pela guerra conjugal e esperou a anistia para sair da clandestinidade. Só em 1979 Carlos Henrique, conhecido no bar da esquina como “Pedro Caroço”, contou à mãe do filho de cinco anos que se chamava José Dirceu de Oliveira, era revolucionário e voltaria ao combate na cidade grande.

Presidente do PT, escolheu Delúbio Soares para cuidar da tesouraria. Chefe da Casa Civil, escolheu o amigo Waldomiro Diniz, com quem dividira um apartamento em Brasília, para cuidar dos pedintes do Congresso. Waldomiro foi delinquir em outra freguesia depois do video que o mostrou pedindo “Um por cento pra mim” a um bicheiro. Dirceu escorregou para a planície arrastado pelo escândalo do mensalão.

Prometeu correr o país para mobilizar a companheirada em defesa do governo ameaçado pela elite golpista. Foi corrido do Congresso depois da inútil tentativa de mobilizar parlamentares em número suficiente para livrá-lo do castigo. Conseguiu ter o mandato cassado por uma Câmara de Deputados que não pune sequer representantes do PCC.

Sem abandonar a discurseira contra a burguesia exploradora, virou corretor de negócios feitos por patrões que, na hora de tratar os detalhes do acerto, esperam as crianças saírem da sala e vão à janela conferir se algum camburão estacionou por perto. Entre uma e outra corretagem, conversa com o advogado sobre o processo no Supremo e cumpre missões que Lula lhe confia.

O chefe gostou do desempenho do antigo capitão do time no esforço cívico  destinado a afastar da guilhotina o pescoço de José Sarney. Gostou tanto que o incumbiu de desviar Dilma Rousseff das enrascadas em que vive se metendo e levá-la incólume à Presidência. Dirceu ficou orgulhoso. Coordenador da vitoriosa campanha de Lula em 2002, ele se apresenta como pai das ideias que o publicitário Duda Mendonça teve.

Dilma e Dirceu se entendem muito bem. Em situações de risco, um sempre sabe o que o outro pensa, quer ou fez. É sempre o contrário do que diz.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Corrupção/Guerra

    Zelotes Nova Operação da Política Federal.!!!!!
    “PF afirma que montante da corrupção na Receita Federal pode ser quase o dobro da Lava-Jato.Alça de mira – Nesta quinta-feira (26), a Polícia Federal iniciou a Operação Zelotes, que investiga crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, advocacia administrativa, tráfico de influência e associação criminosa no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), uma espécie de tribunal da Receita Federal. A PF acredita que os desvios investigados na Operação Zelotes podem superar os valores da Operação Lava Jato, que foi cerca de R$ 10 bilhões.Há suspeitas que os valores ultrapassem os R$ 19 bilhões, referentes a 70 processos investigados. Até agora já foram apurados desvios de R$ 5,7 bilhões. Nas operações de busca realizadas durante a manhã em Brasília, São Paulo e Ceará, já foram apreendidos R$ 1 milhão em dinheiro vivo e carros de luxo.O termo ‘Zelotes’ foi escolhido para descrever falso zelo ou cuidado fingido. Foram cumpridos mandados em dois gabinetes na sede do Carf, em Brasília. As investigações apontam para o suposto envolvimento do atual conselheiro Paulo Roberto Cortez e do ex-presidente do Carf em 2005, Edison Pereira Rodrigues. A PF cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços dos dois.O Carf é um colegiado formado por funcionários do Ministério da Fazenda e representantes da sociedade, cuja função é julgar recursos em que contribuintes questionam a cobrança de tributos, multas e juros. Segundo informações, a organização atuava no órgão patrocinando interesses privados, buscando influenciar e corromper conselheiros com o objetivo de conseguir a anulação ou diminuir os valores dos autos de infração e da Receita, resultando em milhões de reais economizados pelas empresas autuadas em detrimento do erário da União. Servidores repassavam informações privilegiadas para escritórios de assessoria, consultoria ou advocacia em Brasília, São Paulo e outras localidades para que realizassem captação de clientes e oferecessem facilidades no Carf.Segundo notas divulgadas pela Receita e pela Corregedoria da Fazenda, “constatou-se que muitas dessas consultorias teriam como sócios conselheiros e ex-conselheiros do Carf.” As investigações foram iniciadas em 2013 e apontaram que grupos de servidores estariam manipulando o trâmite de processos e o resultado de julgamentos no conselho. A investigação se estende sobre julgamentos suspeitos desde 2005. No total foram expedidos 41 mandados de busca e apreensão e determinado sequestro de bens e bloqueio de recursos financeiros dos principais envolvidos. A RF e a Corregedoria informaram que as operações se estenderam a escritórios de advocacia e a salas de conselheiros do Carf. A operação abrange Distrito Federal, São Paulo e Ceará, e conta com a participação de 180 policiais federais, 60 servidores da Receita e três servidores da Corregedoria Geral do Ministério da Fazenda. (Por Danielle Cabral Távora)
    http://ucho.info/pf-afirma-que-montante-da-corrupcao-na-receita-federal-pode-ser-quase-o-dobro-da-lava-jato

    Curtir

  2. Comentado por:

    Transparência!!

    Ministro se nega a responder sobre fraude oficial no “Mais Médicos” que ajudou a ditadura cubana.Fugindo da raia – O ministro Arthur Chioro, da Saúde, esteve no Senado Federal e acusou a oposição pelas denúncias de irregularidades no programa “Mais Médicos”. Por conta disso, as reações não demoraram a surgir, especialmente porque Chioro tenta esconder um escândalo que mostrou-se óbvio a partir de gravação em que integrantes do governo federal e representante da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) discutem uma forma de camuflar a real intenção do programa: a de financiar a ditadura cubana.
    Líder do Democratas e senador por Goiás, Ronaldo Caiado lembrou em discurso no plenário, na manhã desta quinta-feira (26), que a revelação do áudio de uma reunião entre membros do ministério e uma representante da OPAS foi obra da TV Bandeirantes, sendo obrigação do Parlamento cobrar e investigar a fraude oficial do governo brasileiro para financiar o truculento regime castrista.“Vejam bem a que ponto nós chegamos: o cidadão é pego praticando a fraude, não tem explicação diante dos fatos denunciados pela TV Bandeirantes e o ministro chega aqui inventando tese que estamos tentando dificultar o problema da saúde. Logo ele que não teve coragem de defender os 10% da receita corrente bruta?”, questionou Caiado.O democrata ressaltou a gravidade da revelação de que o governo brasileiro agiu para fraudar as intenções do “Mais Médicos” e para encobrir a entrada de agentes cubanos disfarçados de profissionais do programa. “A fraude também trouxe espiões cubanos credenciados como médicos e foi forjada para atender a ditadura cubana, que recebeu R$ 1,4 bilhão, enquanto os médicos cubanos recebem R$ 170 milhões de reais. Ou seja, um décimo do valor. É isso que Chioro precisa explicar. Não é papel do ministro da Saúde fazer política contra a oposição”, acusou.Mais:
    http://ucho.info/ministro-se-nega-a-responder-sobre-fraude-oficial-no-mais-medicos-que-ajudou-a-ditadura-cubana

    Curtir

  3. Comentado por:

    Norton

    VEM PRA RUA (Reportagem ESTADÂO de 25/04/2015)
    Para abril, o Vem Pra Rua definiu entre outras, as bandeiras abaixo:
    – a redução do número dos ministérios;
    – a transparência nos dados sobre os empréstimos do BNDES;
    – e o impedimento do ministro do Supremo Tribunal Federal
    José Antonio Dias Toffoli para julgar os casos relacionados à Operação Lava Jato.
    .
    E Belo Monte?
    Venha fazer uma crítica que julgue importante.
    Mas, venha para a rua.
    Aposentado do INSS – faça sua reivindicação.
    (traga o seu cartaz – proteste a falta da correção)
    .
    Parabéns Polícia Federal e Ministério Público Federal
    Vocês nos representam
    VEM PRA RUA – Dia 12/04/2015.
    Eu vou levar mais uma pessoa junto. E você?

    Curtir