Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A bancada dos cafajestes ficou muito menor

A mudança mais relevante das medidas impostas pela eleição de outubro talvez tenha sido a dedetização do Senado

Os brasileiros decentes têm, mais que o direito, o dever de comemorar as medidas saneadoras decretadas pelo eleitorado neste outubro. A mais vistosa, claro, foi a ampla derrota sofrida pelo PT. A mais relevante talvez tenha sido a dedetização do Congresso, sobretudo a limpeza promovida pelas urnas no Senado Federal.

Ou porque não se reelegeram, ou porque foram impedido de chegar lá pelo voto, ficaram longe do Senado Dilma Rousseff, Lindbergh Farias, Eduardo Suplicy, Sarney Filho, Vanessa Grazziotin, Roberto Requião, Valdir Raupp, Romero Jucá, Edison Lobão, Beto Richa, Eunício Oliveira e Garibaldi Alves.

Não é pouca coisa. E não foi tudo. Em busca de refúgio na Câmara, caíram fora do Senado Gleisi Hoffmann e Aécio Neves. Agripino Maia falhou ao recorrer ao mesmo truque. É impossível adivinhar o desempenho dos novos senadores. Mas o mais radical dos pessimistas tem de admitir que a bancada dos cafajestes ficou muito menor.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Eu suponho que agora o “gope” está banido do vocabulário petista.

    Curtir