Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

“Nós não temos medo da comparação, inclusive no debate da corrupção”, diz Lula na festa do PT. O que espera para quebrar o silêncio de 90 dias sobre o caso Rose?

Diante de plateias amestradas, que ovacionam até ponto, vírgulas e reticências, ninguém é mais falante do que Lula. Cercado por devotos genuflexos, todos exibindo a cara deslumbrada de presidiário transferido sem escalas da cela para o set de um filme pornô, ninguém fabrica mais bravatas por minuto do que o ex-presidente. Reverenciado por bajuladores vocacionais, […]

Diante de plateias amestradas, que ovacionam até ponto, vírgulas e reticências, ninguém é mais falante do que Lula. Cercado por devotos genuflexos, todos exibindo a cara deslumbrada de presidiário transferido sem escalas da cela para o set de um filme pornô, ninguém fabrica mais bravatas por minuto do que o ex-presidente. Reverenciado por bajuladores vocacionais, que começam a gargalhar antes do início da piada, ninguém é mais valente do que o inventor do Brasil Maravilha. Só havia gente assim na festa organizada pelo PT para celebrar os 10 anos da chegada ao poder. E o palanque ambulante sentiu-se como pinto no lixo.

“Todas as coisas que eles pensaram em fazer nós fizemos melhor”, caprichou na abertura do cortejo de bazófias. “Eles”, como sabem os ouvintes castigados pela discurseira interminável, são Fernando Henrique Cardoso, a elite golpista, a mídia reacionária, os granfinos paulistas, os loiros de olhos azuis e todos os demais viventes que se negam a engrossar a seita lulopetista. “As coisas” são boas ideias do governo FHC prostituídas pelo Bolsa Família, o maior programa oficial de compra de votos do mundo.

Em seguida, como faz desde 1976, o animador de comício desdenhou da oposição: “Eles estão inquietos, sem valores e sem propostas”. (De valores e propostas Lula entende, sobretudo quando envolvem contratos com a base alugada). Depois, atacou o senador Aécio Neves, gabou-se de eleger qualquer poste e, claro, criticou FHC ─ sem se atrever a soletrar em voz alta a sigla que está para o SuperLula como a kriptonita verde para o Super-Homem. “Vou dizer apenas que a resposta que o PT deve dar a eles ─ e eles podem se preparar, podem juntar quem quiserem ─ é a reeleição da presidente Dilma em 2014”.

As salvas de palmas animaram  campeão da gabolice a cruzar a fronteira da prudência. “Nós não temos medo da comparação, inclusive no debate da corrupção”, escorregou na areia movediça o recordista mundial de escândalos por mandato. Risonhos na plateia, os mensaleiros José Dirceu, José Genoíno e João Paulo Cunha aplaudiram com especial intensidade a ousadia do chefe. Mas os três sabem com quem estão lidando. É possível que Lula faça duas ou três visitas dominicais à cadeia que hospedará os companheiros condenados pelo Supremo Tribunal Federal. Mas antes disso terá esquecido o que disse na festa do PT.

Ele foge de comparações com FHC como o vampiro foge da claridade. Se não temesse o duelo penosamente desigual entre um homem que pensa e sabe e uma figura que pensa que sabe, teria topado em fevereiro de 2010 o debate imediatamente aceito por Fernando Henrique. À época, o ministro da Propaganda, Franklin Martins, informou que um presidente não poderia debater com um ex-presidente. Fora do gabinete há mais de dois anos, Lula segue refugando o convite ─ que será reapresentado pela coluna já nesta quinta-feira. É improvável que crie agora a coragem que faltou quando o Brasil ignorava a existência de Rosemary Noronha.

Depois do escândalo protagonizado pela primeiríssima amiga, o medo certamente aumentou. A Polícia Federal revelou há 90 dias que o escritório da Presidência da República em São Paulo fora doado por Lula a uma quadrilheira juramentada. Faz 90 dias que o protetor de Rose e seus comparsas não abre a boca sobre o assunto. Nesta quarta-feira, ao propor que a comparação entre os governos do PT e do PSDB inclua a taxa de roubalheira, tornou obrigatória a incorporação à pauta de interrogações a desfazer. Pergunta é o que não falta, reitera o comentário de 1 minuto para o site de VEJA.

Não lhe será difícil fugir outra vez do debate com FHC. Mas não conseguirá escapar da hora da verdade enquanto existirem jornalistas que não temem rosnados, prezam a independência e jamais renunciarão ao compromisso com a verdade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Evandro Ramkos

    Isso caro nunes, não dê trégua a esse farsante, não esmoreça, mantenha-se firme e não o deixe escapar! Estamos com você e com todos os jornalistas sérios deste país!

    Curtir

  2. Comentado por:

    Ronaldo

    O analfabeto funcional se acusa ao dizer que não teme discutir e comparar corrupção. É o mesmo que dizer sou mais ou menos corrupto. O Lula quando fala é um festival de contradições, mentiras e bazófias. Só um país de pessoas incultas tem um sujeito como este como grande coisa, sem falar na Presidente Dilma que quando tenta improvisar não diz coisa com coisa. Pobre país este nosso.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Jauar F. Silva

    Há diferenças entre Fhc e Lula …
    Milhares.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Delcimar Bezerra

    O título do cartaz bem poderia ser : “O DECÊNIO INDECENTE”.
    Dez anos de PT no poder, ou : “A DÉCADA PERDIDA”

    Curtir

  5. Comentado por:

    ALGUEM ME AJUDA AI…

    Nesta festa petralha se pudesse juntar folha corrida ao curriculo muitos ali teriam verdadeiros livros dos seus “feitos”.
    O que o no apedeuta lamentavelmente fez no governo todo ja sabe, so falta agora dizer o que a Rose fez nas viagens internacionais junto dele, com passaporte diplomatico, cartao corporativo, hoteis de luxo e o que mais? E o que mais? E o que mais?
    Fala Rose. Fala apedeuta

    Curtir

  6. Comentado por:

    RObertferr

    Ta tudo dominado pois realmente as platéias ganham um monetários pra aplaudir os macacos dando pulo e falando cada coisa ke o vocabulário tentaria entender tamanha falta de tudo os fatos estão aí cada dia ficamos diante de mandos e desmandos como na época de 40 anos atras enta

    Curtir

  7. Comentado por:

    kitty

    Olá caro Augusto,
    Comentar os seus deliciosos textos se torna uma tarefa difícil e elogiá-los temo de ser repetitiva, mas não resisto à tentação de fazê-lo! Um belíssimo texto que corresponde ao comentário de 1 Minuto que, neste momento, não é possível escutá-lo por estar num lugar público.
    Não, realmente eles não têm medo de comparação, mesmo no campo da corrupção, porque eles são únicos! Foi demostrado nos dois mandatos de Lula com o escandaloso caso do mensalão e no governo do primeiro poste que se viu obrigada a demitir, já nos primeiros meses do seu mandato, a sete ministros justamente por ‘Corrupção’, um lastre herdado dos desgovernos do padrinho-Lula. Ele pensa que esquecemos o caso Rose que faz 96 dias que ele deveria ter vindo a público a se explicar. Silêncio absoluto, nem sequer uma minima explicação, está de boca fechada feito boca de siri.
    No entanto, no inicio da mobilização do PT para celebrar os dez anos do partido à frente do governo federal junto a delfina e o núcleo dos condenados a vários anos de prisão, lá estava ele, a principal estrela ‘cadente’ dos eventos sentindo-se à vontade para se gabar de ter redescoberto o Brasil, debochando de todos os adversários que por ventura se atrevam a enfrentar a gerentona, claro, que tinha que falar veladamente do tão invejado FHC que nunca conseguiu igualar. O grande e perverso mistificador, além de dividir o eterno palanque com Dilma e os bufões da corte que batem palmas a cada palavra ou uma piada estúpida que o falastrão cuspe com aquela cansativa voz roufenha,Lula aproveita a ocasião para falar da sua agenda de viagens ao lado da sua sucessora.Imagine quem estava lá para defender o legado de Lula? O palestrante José Dirceu, condenado a 10 anos e 10 meses de prisão!! Claro que nem o mensalão nem o Rosegate foi mencionado na nada edificante comemoração dos 10 anos de governo lulopetista. Nada de abordagem dos dois casos de corrupção explícita que maculou o legado do governo mais corrupto que o país já viu nestes últimos tempos! Não, caro Augusto, eles não tem medo de comparação…eles são únicos e exclusivos em corrupção////um beijo

    Curtir

  8. Comentado por:

    kitty

    Querido Augusto,
    Escrevendo novamente sobre o mesmo tema aqui postado mas com outro enfoque.
    Toda vez que encontro amigos ou familiares a primeira coisa que escuto é que eu tenho muita sorte de morar no Brasil de Lula e Dilma. Eles são excelentes e se preocupam com os pobres e tratam de diminuir as gritantes injustiças sociais e elevar para a classe média a muitos brasileiros; e sempre que trato de explicar que não é bem assim, eles logo retrucam que comparado com Cristina, o Congresso que aprova um memorândum com Irá, a inflação galopante e outras mazelas que seria longo demais para enumerar, eu tenho de convir com eles que estou bem melhor! Quando quero dizer o que está errado no Brasil com o governo petista, mordo a língua e fico calada..não consigo argumentar e deixo pra lá!
    Lendo um conceituado jornal argentino onde noticiou o festejo dos 10 anos do PT no poder. Foi a oportunidade do Partido dos trabalhadores com o apoio de Lula que o PT lançou a candidatura de Dilma para 2014!
    Com vídeos, discursos e toda a papelada proselitista, os oficialistas recordaram que desde que Lula chegou ao poder, mais de 30 milhões de pessoas saíram da pobreza e outros 20 milhões passaram a engrossar a classe média graças aos planos sociais do governo que o Lincoln brasileiro implementou; em cartilhas distribuídas entre os assistentes compararam a administração do PT com os governos de FHC e de seu partido o PSDB, estigmatizados, segundo suas opiniões, pela inflação, os cortes de luz e o estancamento econômico”, por minha conta: eles esqueceram de mencionar, de pura maldade, que foi durante esse mesmo período que se implantou o Plano Real, que estabilizou a economia e logrou frear a inflação até hoje. Não nego que me senti indignada com estas declarações inconsistentes dos bravucões e bajuladores ali presentes. Mas o que lavou a minha alma e me reconfortou bastante foi que, desde o Congresso uma voz se fez presente, a do senador Aécio Neves que se encarregou, para minha alegria, de ressaltar o que chamou as “13 falhas” do PT( uma alusão ao número do partido governista), que estão arruinando a “herança bendita” deixada por o ex-presidente Cardoso. E continua o jovem senador, ” os pilares da economia estão em rápido deterioro, colocando em risco os avanços que o País levou anos para serem introduzidos, como a estabilidade da moeda; a ameaça da inflação ; a perdida da confiança dos inversores e o descalabro nas contas públicas são exemplos de uma má administração crônica. Cada vez que o PT teve de optar entre o Brasil e o PT, ficou com o PT. E concluiu que ” a presidente Dilma chega à metade de seu mandato longe de cumprir com suas promessas de campanha”, entre outras considerações que seria muito longo detalhar.
    Como comprovei aqui na Argentina que a propaganda é mesmo a alma dos negócios e da política também..pelo menos aqui eles conseguiram os seu objetivo maior: fazer que os argentinos acreditem nas suas falsidades e mentiras que desde o palanque vermelho mostraram a Lula e a sua afilhada política com ares épicos como grandes protagonistas da década “que mudou o Brasil”!!!
    Caro Augusto, estando longe qualquer notícia do Brasil me deixa feliz e adorei ler o artigo deste correspondente em Brasil. Desculpe as falhas da tradução e reiteiro os meus Parabéns pelo seu belo texto. Um abraço///Kitty

    Curtir

  9. Comentado por:

    Prof. João Bosco

    CADÊ ROSE? Pergunte a Dona MARISE.

    Curtir