Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

40 anos em 100 dias

“Não é posível que, ao iniciarmos a segunda metade do século 21, ainda estejamos atrelados a formas institucionais erguidas no pós-guerra”. Dilma Rousseff, capturada por Celso Arnaldo e remetida ao Sanatório com o seguinte recado do grande caçador de cretinices: Aos 3m45s do vídeo, durante discurso mal escrito por seus assessores para ser recitado na […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 12h16 - Publicado em 15 abr 2011, 00h25

“Não é posível que, ao iniciarmos a segunda metade do século 21, ainda estejamos atrelados a formas institucionais erguidas no pós-guerra”.

Dilma Rousseff, capturada por Celso Arnaldo e remetida ao Sanatório com o seguinte recado do grande caçador de cretinices: Aos 3m45s do vídeo, durante discurso mal escrito por seus assessores para ser recitado na reunião dos Brics na China, a presidente insinua que, depois dos espetaculares cem primeiros dias de seu governo, o Brasil já chegou ao ano de 2051″.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=uv-fm388n1k?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

Publicidade