Clique e assine com até 92% de desconto
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

1 Minuto com Augusto Nunes: Lula descobriu faz tempo que na República de Curitiba os fora-da-lei não têm vez

O que dirá o chefão aos condutores da Lava Jato quando for confrontado, por exemplo, com a verdadeira história do sítio em Atibaia e do triplex no Guarujá?

Por Augusto Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 22h30 - Publicado em 14 jun 2016, 19h56

O confisco da conversa entre o padrinho e a afilhada que garantiu dez minutos de fama ao mensageiro Bessias não melhorou a vida do investigado Lula. Mas ficou visivelmente mais sombrio o horizonte jurídico do ex-presidente com a devolução ao juiz Sérgio Moro, também determinada por Teori Zavascki, dos casos de polícia que protagonizou.

A gravação confiscada pelo ministro do Supremo é só uma das evidências de que Lula tentou inutilmente deter a devassa do maior esquema corrupto da história. A Polícia Federal e a força-tarefa de procuradores já descobriram o suficiente para provar o seu envolvimento em crimes bem mais cabeludos que obstrução da Justiça.

O que dirá o chefão, por exemplo, quando confrontado com a verdadeira história do sítio em Atibaia e do triplex no Guarujá? Se não arranjar álibis menos mambembes, logo será transformado no maior exemplo de que, na República de Curitiba, o Código Penal vale para todos. Lula sabe faz tempo que lá os fora-da-lei não têm vez.

http://videos.abril.com.br/veja/id/e08acbc0cdd79895d2ada535cfbfb0b7?

Continua após a publicidade
Publicidade