Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

1 minuto com Augusto Nunes: Em São Paulo, no Rio e no Paraná, os candidatos do PT acham que escaparão do naufrágio agarrados ao horário eleitoral. Se tiverem êxito, merecem virar artistas de TV

http://videos.abril.com.br/veja/id/3e32b056668b0e8b2303fbb7797edd50?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    VANDER NEVES FERREIRA

    EU TENHO NOJO DOS PETRALHAS E ALIADO SÃO TODOS BANDIDOS E RATOS!!. EU VOTO EM AÉCIO NEVES ESTE VAI MUDAR O BRASIL SE DEUS QUISER.;VAMOS FICAR LIVRE DESTE TERRORISTAS E CORRUPITOS DOS PTFARC….MUDA BRASIL ….AÉCIO-45.

    Curtir

  2. Comentado por:

    VANDER NEVES FERREIRA

    AÉCIO NEVES MUDA BRASIL………AÉCIO-45!!

    Curtir

  3. Comentado por:

    Marcos

    De perto, vê-se, com clareza, que a Narizinho arrebitadinho, não é tão bonitinha assim!

    Curtir

  4. Comentado por:

    Carlos L. Marcondes

    Excelente!! Muito bom!!!

    Curtir

  5. Comentado por:

    Demóstenes

    No horário eleitoral a Gleise terá que explicar a sua ligação com o Doleiro e com André Vargas. No Paraná não tem lugar para petistas, a Narizinho terá que se contentar com os quatro anos de mandato de senadora que lhe resta. Continuará defendendo a negociata de Pasadena, como se tudo tivesse ocorrido dentro da normalidade. Bonitinha mas ordinária.

    Curtir