Clique e assine a partir de 9,90/mês
Alberto Carlos Almeida Por Alberto Carlos Almeida Opinião política baseada em fatos

O Supremo Tribunal Federal estende a mão para Bolsonaro

Ao enquadrar a direita autoritária, o STF ajuda o Presidente a se livrar de quem mais o atrapalha

Por Alberto Carlos Almeida - Atualizado em 26 Jun 2020, 12h06 - Publicado em 17 Jun 2020, 10h11

Bolsonaro venceu as eleições graças ao discurso antissistema. Durante toda a campanha de 2018 e em seu primeiro ano de governo ele uniu três direitas: a direita liberal cujo emblema maior é Paulo Guedes, a direita religiosa que tem em Edir Macedo e na ministra Damares seus principais atores e a direita autoritária tão bem encarnada pelo próprio Bolsonaro e muitos de seus seguidores mais aguerridos. Porém, não se governa o Brasil sem o apoio da direita política, comumente denominada de Centrão.

Diz o ditado que o bom cabrito não berra. Os políticos do Centrão passaram mais de um ano quietos, aguardando o momento de enfraquecimento do governo para que pudessem ser convidados a participar da festa entrando pela porta da frente. O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que gere bilhões em recursos discricionários, está hoje inteiramente ocupado por executivos indicados pelo Centrão. Um outro ditado explica o que ocorreu: quem espera sempre alcança.

O Supremo Tribunal Federal (STF) foi o grande ator institucional que permitiu a entrada da direita política no governo Bolsonaro. Já faz mais de um ano que os personagens da direita autoritária agem contra a democracia, espalham fake news e deixam várias evidências de inúmeros comportamentos ilegais. É preciso que o tempo passe para que crimes sejam perpetrados, que seus rastros sejam deixados à vista e que as instituições atuem na direção de investigá-los, julgá-los e, eventualmente, puni-los. Isso está sendo feito a olhos vistos agora.

O STF, portanto, simplesmente cumprindo o seu papel institucional vem ajudando o governo Bolsonaro a se livrar da direita autoritária que o acompanha desde 2018 e a substituí-la pela direita política tão necessária para que seja possível governar o Brasil. Não está claro ainda se Bolsonaro aceitará a ajuda do STF. Nas duas últimas semanas o presidente da República estancou sua diarreia verbal, é um sinal de moderação.

Continua após a publicidade

O sistema político disse para Bolsonaro: “Comporte-se, coloque o Centrão no seu governo, pare de ficar falando besteira, governe, ainda que você não queira ou não saiba, governe um pouco ou finja que governa, e você ficará até 2022”. Vamos ver se Bolsonaro fará a parte dele.

Publicidade