Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Alberto Carlos Almeida Por Alberto Carlos Almeida Opinião política baseada em fatos

O próximo presidente da Câmara dos Deputados

Qualquer que seja o resultado da eleição, o presidente Bolsonaro tende a contar com um presidente da Câmara mais amigável do que foi Rodrigo Maia

Por Alberto Carlos Almeida 7 dez 2020, 12h40

Está definido que Rodrigo Maia não poderá se candidatar novamente para a presidência da Câmara, cabe saber agora quais são os possíveis postulantes ao cargo e as chances de cada um deles?

Os nomes de preferência do atual presidente da Câmara são os deputados Baleia Rossi (MDB-SP), Elmar Nascimento (DEM-BA), Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e Marcos Pereira (Republicanos-SP). O deputado Aguinaldo Ribeiro encabeça a lista de Maia. Atualmente ele se esforça por apresentar o texto final da reforma tributária a fim de se fortalecer junto à oposição. O ponto fraco de sua candidatura é não contar com o apoio de seu próprio partido.

Baleia Rossi conta com a resistência da oposição, em particular do PT, em função de sua proximidade ao ex-presidente Michel Temer. Já Elmar Nascimento é da Bahia e do DEM, mesmo estado e partido de ACM Neto, principal adversário regional de Jaques Wagner. Aliás, é justamente por isso que o PDT prefere o nome do deputado Elmar. O PDT está emprenhado em dificultar a vida do PT em qualquer oportunidade que surja, e vice-versa, é o jogo político sendo jogado.

Marcos Pereira tende a ser um candidato mais forte porque conta com o apoio de parte importante do Centrão. Consequentemente, ele é capaz de conquistar votos preciosos que podem ir para a candidatura que tem a simpatia do Governo Bolsonaro, a do deputado Arthur Lira (PP-AL). Lira tem o apoio de seu partido e bons articuladores ao seu lado, dentre os quais o deputado Ricardo Barros (PP-PR).

O fiel da balança desta disputa parece ser os partidos de esquerda. O PT, mais numeroso e coeso, prefere Aguinaldo Ribeiro ou Marcos Pereira. O PC do B, aliado de primeira hora de Rodrigo Maia, apoia qualquer nome indicado por ele, e o PSB não tem posição definida (ao menos por enquanto).

O Governo Bolsonaro tem chances reais de conquistar a presidência da Câmara dos Deputados por meio da candidatura de Arthur Lira. Os partidos que o apoiam são numerosos, ainda que não sejam coesos. Caberá ao governo, por meio de Lira, conversar com os deputados, levantar suas demandas e atendê-las. Os adversários de Bolsonaro nesta empreitada são poderosos, Rodrigo Maia, parte do Centrão e a esquerda. Neste momento tudo indica que o candidato mais competitivo a enfrentar Arthur Lira é o deputado Marcos Pereira. É evidente que este cenário poderá mudar muito. Também é fato que, sendo ambos os principais candidatos, Lira e Pereira, o presidente Bolsonaro contará com um presidente da Câmara mais amigável do que foi Rodrigo Maia.

Continua após a publicidade
Publicidade