Alberto Carlos Almeida Por Coluna Opinião política baseada em fatos

Brasil, Bolívia e Chile: grandes melhorias antecederam os protestos

O contexto que antecede aos grandes protestos é de melhora de vida da população, e não de piora. Foi assim no Brasil em 2013, Bolívia e Chile em 2019

Por Alberto Carlos Almeida - 14 nov 2019, 16h56

Há duas explicações para os grandes protestos: ou o que os causa é a piora da situação ou, ao contrário, é a melhora da vida das pessoas. Não há como as duas explicações estarem certas, ou uma, ou outra. As populações de Brasil, Bolívia e Chile viveram longos períodos de melhoria antes que ocorressem os protestos de 2013 e 2019 respectivamente. O PIB per capita aumentou por vários anos seguidos e a desigualdade de renda diminuiu (medida pelo índice de Gini). A população dos três países foi às ruas motivada por querer mais melhoras: serviços públicos padrão FIFA no Brasil, fim da aposentadoria privada e controle das tarifas públicas no Chile, e fim do caudilhismo de Morales na Bolívia. Os dados de aumento da riqueza e de diminuição da desigualdade provam que isto é um fato.

 Our World in Data/.

 Our World in Data/.

Publicidade