Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Em Copenhague, uma pista de esqui sobre o lixo

Batizada de CopenHill, usina para dar destino limpo ao lixo foi construída no formato de uma rampa verdejante, com parque de esportes radicais

Por Felipe Carneiro Atualizado em 20 out 2021, 15h57 - Publicado em 22 out 2021, 06h00
CopenHill
Hufton Crow/.

Dar um destino limpo ao lixo produzido nas cidades é um dos maiores desafios da agenda verde. Copenhague resolveu o problema com louvor: não só construiu uma usina com capacidade para transformar 440 000 toneladas de resíduos por ano em energia para mais de 150 000 residências, como o fez de forma tão limpa que foi possível transformar o empreendimento em um parque de esportes radicais. Batizada de CopenHill, a usina foi construída no formato de uma rampa verdejante, com uma parede de escalada de um lado, e do outro uma pista de ski na grama. O “lixão limpo” faz tanto sucesso que foi necessário replantar a grama da pista a um custo extra de 1 milhão de dólares.

Publicidade