Giro VEJA com Da Redação

Coreia do Norte bate de frente com a ONU e ameaça Estados Unidos

Em comunicado, Pyongyang diz que Washington vai enfrentar ‘a maior dor’ que já sentiu. Acompanhe as notícias do ‘Giro VEJA’

access_time 12 set 2017, 12h45

A Coreia do Norte rejeitou nesta terça-feira a decisão do Conselho de Segurança da ONU de impor sanções mais rígidas ao país. A decisão foi tomada nesta segunda-feira, por unanimidade, depois que Pyongyang realizou o maior teste nuclear de sua história com uma bomba de hidrogênio, em 3 de setembro. Entre as sanções, está a proibição de exportações de produtos têxteis ao país e a limitação de importações de petróleo.

No último domingo, antes da votação da ONU, Pyongyang divulgou um comunicado em que fez novas ameaças aos Estados Unidos. Segundo o texto, Washington vai enfrentar, em breve, “a maior dor” que já sentiu.

Veja também
Notícias sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. sergio patrik

    ja passou da hora de destruir os estados unidos. pais de vagabundos. esse donald trump ja passou dos limites ele acha que ninguem esta vendo ele oprimir o mundo bomba nos eua kim jong un o brasil esta com voce

    Curtir

  2. Edson Francisco

    livrando a população civil,mira nas instalações de sucata e solta bombas no toitiço desse olhim fechado safado.

    Curtir