Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

WhatsApp alcança marca de 400 milhões de usuários

Diariamente, 16 bilhões de mensagens e 500 milhões de imagens são enviadas pelo programa

O aplicativo WhatsApp, que permite a troca de mensagens, fotos e vídeos via smartphones, anunciou nesta quinta-feira a marca de 400 milhões de adeptos. Esse é o número de usuários ativos, que acessaram o aplicativo nos últimos 30 dias, revelou a startup com sede em Mountain View, no Vale do Silício.

A marca ainda não supera a concorrência. O WeChat, que pertence à chinesa Tencent, anunciou neste semestre uma base de 500 milhões de usuários, dos quais 100 milhões estão fora da China. No Brasil, o app asiático tenta ganhar espaço com campanhas agressivas. O último garoto-propaganda contratado pela companhia é Neymar.

Leia também:

Guerra dos apps de mensagens instantâneas: a briga por seu celular

O WhatsApp e seus rivais assustam as operadoras de telefonia móvel, que testemunham a queda no envio de mensagens de texto (SMS), uma de seus fontes de receita. Segundo levantamento da empresa de inteligência móvel Onavo, o aplicativo está em nove de cada dez iPhones no Brasil. “Estamos felizes com o resultado e ainda mais animados por não ter gastado nem um dólar em marketing”, disse Jan Koum, CEO da companhia em comunicado.

A empresa aproveitou a ocasião para divulgar algumas estatísticas sobre o uso do aplicativo no mundo. Mais de 16 bilhões de mensagens são enviadas e 500 milhões de imagens são trocadas por meio do programa diariamente. Para se ter uma ideia do tamanho da startup, o Snapchat, através do qual são trocadas 400 milhões de fotos que se autodestroem todos os dias, recebeu uma proposta de compra do Facebook no valor de 3 bilhões de dólares. E recusou.

Por trás do WhatsApp está a companhia de investimento Sequoia Capital, que fez um aporte no valor de 8 milhões de dólares em 2011. Segundo a empresa, o aplicativo ganhou grande popularidade em países em desenvolvimento como Índia e Brasil. O programa foi lançado em 2009 para iPhone. Em seguida, ganhou versões para BlackBerry e Android.