Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Twitter é invadido por protestos contra ‘intromissão nos assuntos do Irã’

O Twitter foi invadido no início da manhã desta sexta-feira por um grupo que se apresentou como o “ciberexército iraniano” e queria protestar contra a “intromissão” do site de microblogs “nos assuntos do Irã”.

Um dos criadores do site, Biz Stone, reconheceu que o funcionamento “havia estado momentaneamente avariado”, e que tinha sido reparado. “Atualizaremos com novas informações e detalhes, depois de investigação mais ampla”, afirmou.

Porém, sites especializados como o TechCrunch, indicam que o problema começou às por volta das 6h e durou quase uma hora. Durante o período, os usuários se deparavam com a imagem de uma bandeira verde acompanhada da frase, em inglês, “Este site foi pirateado pelo ciberexército iraniano”.

Em seguida, um texto afirmava: “Os Estados Unidos pensam que controlam e dirigem a internet, mas não é o caso. Nós controlamos e dirigimos a internet com nosso poder. Não tentem, portanto, sublevar o povo iraniano. Em nome de Deus, como iraniano, esta é a resposta à ingerência do Twitter, comandado pelas autoridades americanas, nos assuntos internos de meu país”.

O uso do Twitter permitiu, em junho, à oposição iraniana relatar as manifestações ocorridas depois da polêmica reeleição de Mahmoud Ahmadinejad, quando o governo bloqueava o trabalho da imprensa local e estrangeira. A eleição presidencial iraniana foi um dos temas mais abordados em 2009 no Twitter, informou o site esta semana.

(Com agência France-Presse)