Sony culpa impostos por PS4 a 3.999 reais no Brasil

Após repercussão negativa do valor do console, companhia divulga tabela detalhando preço do videogame em solo brasileiro

Depois da repercussão em torno do valor do PlayStation 4, que chegará ao Brasil por 3.999 reais, Mark Stanley, gerente geral para a marca na América Latina, divulgou uma tabela que explica a razão pela qual o console desembarcará no país por um preço tão exorbitante – nos Estados Unidos, o videogame custará 399 dólares.

Leia também:

PS4 vale dois Fuscas 80, dois Xbox One ou três iPads mini

Stanley afirma que a divulgação da tabela é uma tentativa de manter um diálogo aberto com os consumidores brasileiros. “Queremos ser totalmente transparentes em relação aos itens que compõem esse preço e deixar a comunidade plenamente informada para tirar suas próprias conclusões”, disse Stanley em um post publicado no blog oficial do PlayStation nesta segunda-feira. Confira:

Segundo a Sony, 63% do valor do novo console são compostos por taxas e impostos de importação. A companhia se defende afirmando que a empresa precisa estar em plena conformidade com as leis brasileiras. O executivo afirma que planeja a fabricação do PlayStation 4 no Brasil – única maneira de reduzir o valor do videogame no país.

Em junho, durante a E3, Jack Tretton, CEO da Sony Computer Entertainment of America (SCEA), afirmou em entrevista ao site de VEJA que tentaria trazer o console para o Brasil por um valor equivalente ao praticado nos Estados Unidos (399 dólares). Na última semana, contudo, a empresa japonesa não cumpriu a meta do “chefão” ao anunciar o valor de 3.999 reais para o mercado brasileiro.