Registros da Idade Média caem na rede

A Idade das Trevas chegou à era tecnológica. Um site elaborado em conjunto pela University of Southampton e pela University of Reading passou a disponibilizar os registros históricos de soldados medievais que lutaram na Guerra dos Cem Anos, entre 1369 e 1453. Com ele, é possível pesquisar sobre a vida de 250.000 militares, desde os salários que recebiam até a quantidade de dias que faltaram por motivo de doença.

Thomas, Lord Despenser aparece como o mais novo soldado dos registros, tendo começado sua carreira aos 12 anos, em 1385. Segundo Adrian Bell, co-autor do estudo ao lado de Anne Curry, os dados sobreviveram ao tempo devido a uma “obsessão muito moderna” do tesouro britânico em querer se certificar que o dinheiro do governo estava sendo gasto como o previsto.

No site, podem ser encontrados gratuitamente o quão distante foi cada soldado, em que campanhas lutou, quais títulos ganhou e se teve ou não alguma mudança de posição. O projeto fui financiado pelo Conselho de Pesquisa em Artes e Humanidades.