Por precaução, Apple remove aplicativos ‘suspeitos’ da App Store

A Apple informou nesta quinta-feira que removeu aplicativos com códigos maliciosos de sua loja online, a App Store. A companhia disse que a instalação desses aplicativos ameaçam a privacidade e a segurança de dados dos usuários, que estão sujeitos à exposição de suas informações pessoais ao monitoramento de terceiros. A empresa não especificou o número preciso de aplicativos em questão. Em setembro, a App Store chegou a ser alvo de um ataque cibernético: hackers invadiram a loja online e mudaram o software de mais de 40 aplicativos para roubar dados e informações pessoais dos usuários.

Leia também

Seis medidas para evitar vírus eletrônicos, por Eugene Kaspersky

Novo vírus ataca iPhones e iPads desbloqueados

“A Apple está profundamente comprometida em proteger a privacidade e segurança de consumidores”, disse uma porta-voz da Apple em comunicado. “Estamos trabalhando proximamente com esses desenvolvedores para rapidamente trazer seus aplicativos de volta à Apple Store, enquanto garantimos que a privacidade e a segurança de clientes não estão em risco”. Entre os aplicativos removidos está o Been Choice, que atraiu atenção por sua capacidade de bloquear publicidade em aplicativos.

(Com Agência Reuters)