Palpite milionário

O site de aluguel de filmes NetFix vai dar 1 milhão de dólares para quem melhorar em 10% seu sistema de recomendações. Parece simples? Pois alguns dos maiores cientistas da computação estão há três anos quebrando a cabeça para resolver o desafio.

Os sistemas de recuperação são a maneira pela qual as lojas virtuais substituem a figura do vendedor e ampliam seu movimento. Nas lojas de verdade, claro, encontram-se bons e maus vendedores – há os que estudam os sinais subjetivos emitidos pelo freguês e enchem a sacola com produtos que ele não planejava comprar, e há os desastrados, que irritam com palpites descabidos e acabam por afugentá-lo.

O mesmo acontece nos ambientes virtuais. Se o sistema é capaz de traçar um perfil fiel do cliente e seduzi-lo com sugestões que ele considera atraente, vende mais; se o estorva, perde o negócio.

Os dois finalistas do NetFlix adotaram abordagens diversas, mas que podem, em tese, diminuir os equívocos e as sugestões muito óbvias. A empresa ainda vai determinar qual deles melhor a atende. Mas, mesmo que não declare um vencedor – o regulamento o permite – uma coisa é certa: tais inovações vão propagar-se para outros ambientes virtuais.

Leia a reportagem completa em VEJA desta semana (na íntegra somente para assinantes).