Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Novos tablets da linha Kindle Fire, da Amazon, são três vezes mais rápidos do que antecessores

Dispositivos da gigante americana de varejo eletrônico são apresentados com telas de 7 e 8,9 polegadas

A Amazon, gigante americana do varejo on-line, anunciou nesta quarta-feira dois novos modelos de seu tablet, o Kindle Fire, com telas de 7 e 8,9 polegadas de alta definição. Segundo a companhia, os aparelhos, agora conhecidos como Kindle Fire HDX, são três vezes mais rápidos do que as versões anteriores do produto e possuem o dobro da memória – especialmente útil na execução de jogos e aplicativos.

Leia também:

CEO da Amazon compra o jornal ‘Washington Post’

Amazon pode distribuir seu smartphone gratuitamente

Amazon inicia operação no Brasil e lança Kindle por R$ 299

Com a exceção da tela, os dois novos dispositivos possuem as mesmas características de hardware, com um processador de quatro núcleos com 2,2 GHz e 2 GB de RAM. O sistema operacional é o Android, do Google, em sua versão 4.2.2. O Fire HDX traz ainda uma câmera traseira com 8 megapixels.

A versão básica do modelo de 7 polegadas, com 16 GB de armazenamento, Wi-Fi e exibição de anúncios da loja virtual, custa 229 dólares. A versão completa, com 64 GB e capacidade de se conectar às redes 4G, sai por 424 dólares. A mesma regra vale para o dispositivo com tela de 8,9 polegadas, que começa com o preço de 379 dólares, podendo chegar a 594 dólares – de acordo com a configuração escolhida.

O Kindle Fire HD, com tela de 7 polegadas, continua a ser comercializado pela Amazon, mas seu preço caiu de 199 dólares para 139 dólares. A estratégia da companhia é clara nesse ponto. Ela favorece a venda de eletrônicos por um preço bem mais em conta do que a concorrência, o que acaba garantindo o consumo de seus serviços on-line. Por exemplo, o iPad mini mais simples, com tela de 8,9 e 16 GB de memória, é vendido pela Apple por 329 dólares.