Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Google adere à campanha contra ‘cura gay’ no Facebook

Gigante da internet postou mensagem contra o preconceito sexual em seu perfil na rede social, em resposta a decisão de juiz sobre tratamento psicológico

O Google aderiu à campanha contra a decisão de um juiz do Distrito Federal que autorizou que homossexuais fossem “curados” por psicólogos. A gigante da internet postou uma imagem em sua conta oficial no Facebook com a hashtag #TrateSeuPreconceito escrita nas cores do arco-íris. “ O amor não precisa de cura”, escreveu a empresa na postagem.

 

Uma onda de manifestações ocorre após a liminar do juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, divulgada na segunda-feira. O magistrado acatou parcialmente o pedido de ação popular que requeria a suspensão da resolução 01/1999 do Conselho Federal de Psicologia (CFP). A regra estabelece as normas de conduta dos psicólogos no tratamento de questões envolvendo orientação sexual.

A decisão do juiz atende ao pedido da psicóloga Rozângela Alves Justino em processo aberto contra o colegiado da instituição, que aplicou uma censura à profissional por oferecer a terapia aos seus pacientes. Segundo Rozângela e outros psicólogos que apoiam a prática, a resolução do conselho restringia a liberdade científica. 

O magistrado manteve a resolução, mas determinou que o Conselho Federal de Psicologia não impeça os psicólogos de promover estudos ou atendimento profissional, de forma reservada, pertinente à reorientação sexual, sem nenhuma possibilidade de censura ou necessidade de licença prévia.

A decisão motivou protestos de artistas e políticos. O episódio motivou ainda usuários do Facebook a incluir, por meio de símbolos ou outros recursos gráficos, as cores do arco-íris nas suas fotos do perfil.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Pacífico Guerra

    Esquerda e gays, tudo a ver.

    Curtir

  2. Antônio de Oliveira Marques

    Google, aderiu?
    Desaderi de você hoje!
    Teau pra nunca mais.

    Curtir

  3. Estevao Silva de Oliveira

    Continuaremos a lutar por um mundo mais plural, onde todos tenham direitos e não apenas um grupo que quer perpetuar sua ideologia e menosprezar as diferenças. Viva a diversidade!

    Curtir