Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Facebook, Microsoft e Al Gore tentaram comprar o Twitter, revela livro

Obra chega às livrarias americanas às vésperas da entrada do microblog na bolsa de valores

Às vésperas da estreia do Twitter na bolsa de valores, detalhes da história da rede social vieram a público nesta terça-feira com a publicação nos Estados Unidos do livro Hatching Twitter: A True Story of Money, Power, Friendship, and Betrayal (Criando o Twitter: uma história real de dinheiro, poder, amizade e traição, em tradução livre), escrito pelo jornalista Nick Bilton, do jornal The New York Times. De acordo com a obra, o Facebook tentou comprar o Twitter.

Leia também:

Com IPO, Twitter terá de voar mais alto

No Brasil, fundador do Twitter garante: “Facebook não me preocupa”

Twitter, 7 anos: 200 milhões de usuários e um grande desafio

Segundo Bilton, Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, iniciou conversas para adquirir o Twitter em outubro 2008, quase três anos após a criação do microblog. Ele se encontrou diversas vezes com os presidentes-executivos da companhia Evan Willians e Jack Dorsey – dois dos três fundadores do microblog.

A negociação só não foi adiante em função de uma troca executiva no comando do Twitter: Dorsey deixou a empresa para que Williams tivesse controle total do negócio. Zuckerberg tentou, então, recrutar Dorsey, mas não houve acordo. Finalmente, Dorsey retornou ao cargo de presidente-executivo do Twitter.

Outros nomes de peso tentaram arrematar o controle do Twitter. Um deles foi a Microsoft, por meio de seu CEO, Steve Ballmer. Outro foi Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos. O primeiro tentou seduzir os executivos do microblog convidando-os para um jantar na casa de Bill Gates. Gore buscou uma aproximação em um encontro regado a tequila e vinho.

O livro também comenta a presença de um quarto fundador da rede social: Noah Glass, demitido por Dorsey logo após o lançamento do serviço. Segundo a obra, Glass receberá um “quantia pequena” da empresa assim que for realizada a oferta iniciação de ações (IPO) na bolsa.