Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cofundador do WhatsApp explica motivo de falha no app

"Houve uma falha no roteador da rede", afirmou Jon Koum. Queda acontece exatamente três dias após o Facebook comprar app por 19 bilhões de dólares

O cofundador do WhatsApp, Jon Koum, emitiu um comunicado neste domingo pedindo desculpas a seus usuários após seu app ficar inacessível por três horas. Segundo o executivo ucraniano, responsável pela venda do serviço ao Facebook por 19 bilhões de dólares, o problema foi causado por uma falha no roteador.

Leia mais:

Rival do WhatsApp é comprado por US$ 900 milhões

A guerra dos apps de mensagens instantâneas

“Pedimos desculpas”, escreveu Koum. “Foi o maior problema que já tivemos desde nossa criação. Houve uma falha no roteador da rede que afetou nossos servidores.” De acordo com o empreendedor, essa questão já foi solucionada e não ocorrerá novamente.

Na última quarta-feira, o Facebook surpreendeu o mundo ao anunciar a compra do aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp por 19 bilhões de dólares. É a maior negociação do mercado de tecnologia desde 2001, quando houve a fusão entre as americanas AOL (America On-line) e Time Warner no valor de 162 bilhões de dólares.

Leia também

Cofundador do WhatsApp foi dispensado por Facebook e Twitter em 2009

Criado em 2009, o WhatsApp é um dos projetos mais bem-sucedidos no universo dos dispositivos móveis. Ele está disponível em cem países e para os sistemas operacionais iOS (Apple), Android (Google), BlackBerry, Symbian e Windows Phone. O serviço é líder de mercado em alguns países dos continentes europeu, asiático e americano – inclusive no Brasil.