Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bill Gates revela encontro pouco antes da morte de Steve Jobs. E admiração pelo criador da Apple

Confira episódios de amor e ódio na relação entre os dois empresários

Em entrevista ao programa 60 Minutes, da rede americana CBS, Bill Gates, cofundador da Microsoft, revelou toda a sua admiração por Steve Jobs, criador da rival Apple, morto em 2011. O executivo afirmou que visitou Jobs em seus últimos dias de vida e disse que os dois cresceram juntos e que mantinham uma ótima relação desde a década de 1970.

Leia também:

Bill Gates: “Usuários do iPad estão frustrados”

“Quando Jobs estava doente passei algum tempo com ele”, afirmou Gates ao apresentador Charlie Rose. “Conversávamos sobre o que aprendemos, sobre nossa família, sobre tudo. Ele não era melancólico. Mesmo doente, olhava para o futuro e afirmava que ainda não tínhamos conseguido melhorar a educação através da tecnologia.”

Segundo Gates, Jobs chegou a lhe mostrar um barco no qual estava trabalhando. “Ele disse que estava ansioso com o projeto e que não via a hora de estar naquela embarcação. Sabíamos, contudo, que isso não teria muitas chances de acontecer. Pensar na morte não lhe parecia muito produtivo”, contou Gates.

Questionado sobre a rivalidade das duas companhias, Gates reconheceu o talento da concorrência. “Desenvolvemos muitos tablets antes da Apple, mas foram eles que conseguiram fazer do dispositivo um sucesso. O senso de design de Jobs mostrava que tudo tinha que atender uma estética. E de fato ele, com sua pequena bagagem de engenharia, provou que o design pode conduzir um produto em uma direção certeira”, lembrou. “Ele sabia tudo sobre uma marca e tinha um senso intuitivo de marketing que era incrível”, completou.

Em 2007, Gates e Jobs participaram juntos de uma conferência promovida pelo site All Things Digital, do periódico econômico The Wall Street Journal. Na época, Jobs usou um trecho da música Two of Us para explicar a relação dos dois. “Eu acho que muitas coisas da vida estão nas letras do Bob Dylan ou dos Beatles, mas nesse caso há um trecho de uma canção dos Beatles perfeito. ‘Você e eu temos tantas memórias quanto a estrada que segue à frente'”, disse o fundador da Apple.