Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Astrônomo amador descobre ‘cicatriz’ em Júpiter

Um astrônomo amador descobriu mudanças na atmosfera de Júpiter de que nem a Nasa, agência espacial americana, tinha conhecimento. O australiano Anthony Wesley, de 44 anos, estava observando o planeta do quintal de sua casa, em Murrumbateman, na Austrália, por meio de um telescópio criado por ele mesmo, quando ele notou que, de repente, apareceu uma “cicatriz” escura em Júpiter.

Wesley disse à revista The Times que ele parou de observar o planeta por um instante por volta das 23 horas (horário local), enquanto assistia à final do Aberto de Golfe Britânico, e, quando voltou, à 1 hora da manhã, percebeu que o ponto escuro havia aparecido. “Não acreditei quando vi. Notei que aquilo não estava lá antes e então percebi que Júpiter havia sido atingido por alguma coisa”, disse o astrônomo.

Wesley alertou imediatamente a comunidade científica internacional e enviou as imagens amadoras a vários especialistas em Júpiter. Nesta segunda-feira, a Nasa confirmou que a descoberta do australiano está correta. As imagens captadas pelo telescópio da agência também revelam uma grande marca na atmosfera do pólo sul de Júpiter.

A descoberta ocorreu quinze anos depois que o planeta foi bombardeado por pedaços do cometa Shoemakaer-Levy 9 e na mesma semana em que são comemorados os 40 anos da chegada do homem à Lua. O cientista da Nasa Glenn Orton ficou animado com a novidade, mas disse que ainda não se sabe ao certo o que aconteceu com Júpiter. “Nós tivemos sorte de observar o local certo na hora certa. Essa cicatriz pode ter sido causada pelo impacto de um cometa, mas ainda não temos certeza”, disse ele.