Ásia se prepara para mais longo eclipse do século

Com muita expectativa e superstição, milhões de asiáticos estão se preparando para acompanhar o mais longo eclipse total do sol neste século. O fenômeno natural acontecerá nesta quarta-feira e deve durar cerca de cinco minutos, mas pode chegar a, no máximo, seis minutos e 39 segundos. O último eclipse, em agosto do ano passado, durou dois minutos e 27 segundos.

Caravanas de astrônomos amadores e profissionais estão percorrendo longas distâncias para testemunhar o evento. Cientistas esperam conseguir coletar informações para estudar sobre os fenômenos solares. Para eles, será uma oportunidade de observar longamente a corona do sol, um anel luminoso que a fica a um milhão de quilômetros da superfície solar. Os pesquisadores querem saber o que faz com que a temperatura da corona chegue a dois milhões de graus.

Apesar da onda de euforia, algumas pessoas estão avisando as gestantes para elas não saírem se casa e evitarem os raios solares invisíveis, segundo uma antiga superstição. O eclipse aparecerá primeiro ao norte de Mumbai, na Índia; depois, a sombra vai se deslocar ao leste pela Índia, Nepal, Mianmar, Bangladesh, Butão e China, até chegar ao Oceano Pacífico e ser visível na ilha Nikumaroro, na nação de Kiribati. Algumas ilhas do sul do Japão conseguirão ver o fenômeno.