Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Telessaúde pode ajudar pacientes com deficiência auditiva

Por AE

São Paulo – A telessaúde na fonoaudiologia é a prestação de serviços de saúde à distância por meio de tecnologia, desde uma consulta até um treinamento para outros profissionais da área. O conceito é da professora Deborah Viviane Ferrari, da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da Universidade de São Paulo, conforme informações divulgadas na sexta-feira pela Agência USP.

A medida explica que a tele-educação consiste em treinamentos de profissionais, alunos de graduação e pós-graduação, cursos rápidos e palestras em diversas áreas da saúde. Já a tele-assistência refere-se a consultas por meio de teleconferências. Por meio dessas consultas é possível, por exemplo, fazer o reparo e calibrar corretamente aparelhos auditivos, além de orientar e participar do processo de reabilitação dos pacientes.

Os resultados das pesquisas da FOB, conforme Deborah, têm mostrado que a qualidade de atendimento do paciente se mantém, ou seja, o método tem sido bem aceito. De acordo com a médica, dados do Ministério da Saúde indicam que mais de 13 milhões de brasileiros possuem perda auditiva que requer maior atenção, ou seja, a utilização de aparelhos de correção.

AE