Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Surto de ebola se espalha e provoca a 1ª morte na Nigéria

País é o 4º a ser infectado; epidemia já matou em Serra Leoa, Libéria e Guiné

O surto de ebola que atinge o oeste da África se espalhou para o quarto país, com a confirmação, na última sexta-feira, da primeira morte pela doença na Nigéria. Até então, a epidemia abrangia Serra Leoa, Libéria e Guiné.

A vítima foi um homem da Libéria, que passou mal em um avião e, assim que pousou na Nigéria, foi colocado em quarentena. “Todas as portas de entrada na Nigéria, incluindo aeroportos, portos e fronteiras terrestres, foram colocadas em alerta vermelho”, disse o ministro de Saúde do país, Onyebuchi Chukwu. Segundo ele, as autoridades nigerianas colocaram especialistas em todas as portas de entrada e a supervisão ativa foi fortalecida.

Leia também:

OMS inaugura cúpula africana para combater epidemia de Ebola

Descoberto em 1976, na atual República Democrática do Congo, o vírus do ebola é muito contagioso e o índice de mortalidade pode atingir 90%. Não existe cura ou vacina contra a febre do ebola, que se manifesta com hemorragias, vômitos e diarreia.

Desde fevereiro deste ano, quando começou o surto em três países no oeste da África – Serra Leoa, Libéria e Guiné -, mais de 660 mortes pela doença foram registradas. No início de julho, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considerou o surto como “a maior epidemia em termos de pessoas afetadas, de mortos e de extensão geográfica”.

Profissionais de saúde – Neste sábado, um dos principais médicos que atuam no combate à doença na Libéria, Samuel Brisbane, morreu em decorrência da infecção. Além disso, foi confirmado que um médico americano que também atua na Libéria contraiu o vírus. Na última semana, um dos líderes no tratamento da doença em Serra Leoa, o virologista Sheik Umar Khan, foi internado após ter sido infectado.

(Com Estadão Conteúdo)