Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sete em cada dez mulheres com mais de 50 anos tenta emagrecer

Pesquisa mostrou que insatisfação com o peso e transtornos alimentares também são comuns nessa faixa etária

A insatisfação com o corpo e os distúrbios alimentares não atingem somente as adolescentes, mas também podem ser problemas comuns enfrentados por mulheres com mais de 50 anos de idade. Um novo estudo americano concluiu que sete em cada dez mulheres nessa faixa etária tentam emagrecer e mais da metade acredita que o peso interfere de forma negativa em sua vida. A pesquisa, feita na Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, foi publicada nesta quinta-feira no periódico Journal of Eating Disorders.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Eating disorder symptoms and weight and shape concerns in a large web-based convenience sample of women ages 50 and above

Onde foi divulgada: periódico Journal of Eating Disorders

Quem fez: Danielle Gagne, Ann Von Holle, Kimberly Brownley, Cristin Runfola, Sara Hofmeier, Kateland Branch e Cynthia Bulik

Instituição: Universidade da Carolina do Norte, Estados Unidos

Dados de amostragem: 1.849 mulheres com idade média de 59 anos

Resultado: Dessas mulheres, 70% está tentando emagrecer, 69% pensam sobre seu peso diariamente; 66% estão insatisfeitas com a aparência geral e 40% se pesam ao menos duas vezes por semana

A equipe entrevistou 1.849 mulheres com mais de 50 anos e com idade média de 59 anos. Entre elas, 27% eram obesas, 29% tinham sobrepeso, 42% tinham peso normal e 2% estavam abaixo do peso. Ao serem questionadas sobre transtornos alimentares, 8% das participantes relataram ter induzido vômito ou tomado laxante nos últimos cinco anos e 3,5% afirmaram ter passado por algum episódio de compulsão alimentar no último mês.

Em relação ao peso, 36% das mulheres entrevistadas disseram ter passado ao menos metade do tempo nos últimos cinco anos tentando fazer dietas, 69% afirmaram pensar sobre seu peso diariamente e 40% relataram se pesar ao menos duas vezes por semana. Além disso, duas em cada três mulheres disseram estar insatisfeitas com sua aparência geral.

“Sabemos muito pouco sobre como essas mulheres com mais de 50 anos se sentem em relação a seus corpos. A maioria das pesquisas se concentra em jovens”, disse Cynthia Bulik, que coordenou o trabalho. “Os profissionais de saúde precisam estar atentos aos sintomas de transtornos alimentares e na maneira com que eles interferem negativamente no bem-estar das mulheres em todas as idades.”