Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Saiba qual é a melhor forma de terminar um relacionamento

Uma longa e amigável conversa não é a melhor maneira de desatar os laços, segundo a ciência. Dar a notícia de forma franca e direta é a melhor estratégia

Nunca é fácil terminar um relacionamento. Mas, de acordo com um novo estudo da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, dar a notícia de forma franca e direta, sem delongas, é a melhor forma de colocar um ponto final na relação. No entanto, em vez de já despejar tudo, o ideal é preparar o terreno com um “precisamos conversar”, por exemplo, o suficiente para suavizar a situação sem causar desilusões.

Veja também

Conversa franca

No estudo, os pesquisadores queriam avaliar a forma como as pessoas recebem más notícias e entre elas, qual seria menos aterradora: quando a notícia é dita de forma direta e franca ou quando a conversa é estendida e excessivamente cuidadosa.

Para isso, eles mostraram situações negativas que exigiam o anúncio de más notícias para 145 pessoas que precisaram escolher quais poderiam ser as melhores mensagens para cada caso. “Levamos a pessoa a escolher a melhor forma com que  receberia uma notícia ruim, a forma que consideravam menos censurável”, disse Manning.

De acordo com as respostas dos participantes, a primeira opção é a melhor. “Um imediato ‘estou terminando com você’ pode ser muito direto e doloroso. Mas tudo de que você precisa é de um reconfortante ‘nós precisamos conversar’, algo que dê alguns segundos à outra pessoa para processar a notícia.”, disse Alan Manning, líder da equipe de pesquisa, ao Daily Mail.

Consideração

Embora a tentativa de amenizar a situação, prolongando a conversa, seja quase sempre uma má ideia, em alguns casos ela pode ser valiosa. Ao tentar persuadir alguém a mudar de opinião, por exemplo, essa estratégica pode ser importante. “A crença de uma pessoa é seu local mais sensível. Quando surgir uma notícia ou informação que afete esse sistema de crenças, o ego do indivíduo, é aí que você pode tentar contornar a situação.”

Situações alarmantes

Anunciar uma situação de risco ou doença, como um incêndio ou um câncer, por exemplo, são informações que precisam ser dadas de prontidão. Quando se trata de perigo, não há tempo para explicar o contexto da situação. Já em caso de doenças, tentar amenizar o problema pode gerar ainda mais sofrimento.

“Quando sua casa está em chamas, você só quer ser avisado e sair de lá quanto antes. Se você tem câncer, você só quer receber a notícia e pronto, e não que o médico fique tergiversando”, explicou Manning.