Saiba quais repelentes não evitam picadas de mosquitos

Velas de citronela, por exemplo, não têm nenhuma eficácia contra mosquitos, segundo aponta estudo

Segundo a pesquisa da Universidade de Oxford, nos Estados Unidos, publicada nesta quinta-feira, no Journal of Insect Science, muitos produtos que prometem repelir insetos, como o Aedes aegypti, na verdade, não funcionam. Foram testados 11 tipos de repelentes do mercado, entre eles a vela de citronela, e a maioria apresentou eficácia menor do que a anunciada nas embalagens.

A técnica utilizada para descobrir a eficácia dos produtos teve a participação de voluntários, colocados em um túnel ventilado, a uma distância de aproximadamente um metro dos mosquitos. A eficácia de cada produto era avaliada de acordo com a distância que os mosquitos se mantinham das vítimas.

Produtos à base de hortelã-pimenta, capim-limão e icaridina, substância encontrada na pimenta, apresentaram baixa eficácia. Já a vela de citronela combinada com a pele humana atraiu ligeiramente mais mosquitos do que a isca humana sozinha. No entanto, a diferença não foi estatisticamente significativa. Outros produtos, compostos por citronela e geraniol, também não apresentaram efeito.

Apesar dos resultados, em geral, negativos, o teste mostrou que dispositivos repelentes a base de DEET e PMD (óleo de eucalipto-limão) são altamente eficazes e de maior duração, reduzindo em até 60% a atração dos mosquitos.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. ???????? Cadê os repelentes? Que matéria mais vazia.

    Curtir

  2. A Veja chegou ao fim do poço.
    Títulos enganosos, textos errados, fontes insignificantes, pseudociência e escassez de notícias.
    Tá virando Ti, Ti, Ti.

    Curtir

  3. O MELHOR É O VELHO ESPIRAL DETEFON – BASTA ACENDE-LO E NÃO FICA NENHUM PERNILONGO –

    Curtir

  4. Edmar Cotapacheco

    eu uso bosta de vaca seca queimada no carvão.some tudo

    Curtir

  5. Waltercy Santos Jr

    Fraca e sem conteúdo significativo.

    Curtir

  6. Não é uma materia jornalistica. É apelação. Cadê a relação!

    Curtir