Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Planos de saúde quitam menos de 1% de dívida com ANS

Dos 33,64 milhões de reais emprestados às operadoras, apenas 304.700 foram devolvidos à agência reguladora

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) conseguiu reaver menos de 1% dos 33,64 milhões de reais repassados entre 2005 e 2009 às operadoras de saúde em fase de liquidação extrajudicial (situação próxima à falência). Apenas 8% das empresas que foram socorridas à época se recuperaram.

Até o momento, foram devolvidos à ANS apenas 304.700 reais. A quantia foi repassada por seis das 170 operadoras que estavam em direção fiscal, uma espécie de intervenção prevista em lei, que a ANS declara para operadoras com as contas em desequilíbrio. Dos recursos emprestados às demais 339 empresas, nada foi devolvido.

O presidente da ANS, Maurício Ceschin, afirma que o acompanhamento das contas das operadoras é rotina. “O sistema está sempre se aprimorando.” Ele reconhece a demora das operadoras no pagamento dos empréstimos e o baixo índice de recuperação das entidades que entram em direção fiscal.

Ceschin argumenta que os números têm de ser analisados com cuidado. “Cada empresa que sai da crise evita impactos para consumidores e mercado. Ao recuperarmos uma empresa, evitamos a desassistência de muitas pessoas.”

(Com Agência Estado)