Obesidade pode diminuir expectativa de vida em oito anos, diz estudo

Pesquisa ainda relatou que a doença reduz em até 19 anos o tempo de vida sem diabetes e doenças cardiovasculares

A obesidade reduz a expectativa de vida em oito anos, de acordo com uma pesquisa publicada na quinta-feira no periódico The Lancet Diabetes & Endocrinology. Além disso, a doença reduz em 19 anos o tempo de vida saudável, isto é, livre de doenças cardiovasculares e diabetes.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Years of life lost and healthy life-years lost from diabetes and cardiovascular disease in overweight and obese people: a modelling study​

Onde foi divulgada: periódico The Lancet Diabetes & Endocrinology.

Quem fez: Steven A Grover, Mohammed Kaouache, Philip Rempel, Lawrence Joseph, Martin Dawes, David C W Lau, Ilka Lowensteyn.

Instituição: Universidade McGill, no Canadá, entre outras.

Resultado: A obesidade reduz a expectativa de vida em oito anos e encurta em 19 anos o tempo livre de doenças cardiovasculares e diabetes.

“Nossa pesquisa mostrou que a obesidade está associada a um maior risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares e diabetes, que reduzem drasticamente a expectativa de vida e os anos sem doenças crônicas”, diz Steven Grover, coautor do estudo e professor da Universidade McGill, no Canadá.

Leia também:

Excesso de peso causa meio milhão de casos de câncer por ano

Obesidade tem custo global equivalente ao do tabagismo

Os pesquisadores analisaram dados de 4 000 pessoas obtidas no US National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES, na sigla em inglês) e criaram um modelo de simulação de doenças para estimar o risco de desenvolvimento do diabetes e de doenças cardiovasculares em adultos com diferentes índices de massas corporais. A partir disso, verificaram o impacto do peso na longevidade e na qualidade de vida em adultos de 20 a 79 anos de idade.

Resultados – O estudo constatou que indivíduos com sobrepeso vivem até três anos menos que pessoas de peso normal. Já a expectativa de vida dos obesos é seis anos menor, e dos obesos mórbidos, oito anos. O efeito do excesso de peso na longevidade era maior para os jovens e caía de acordo com o aumento da idade.

Sobre os anos de vida saudável, a análise mostrou que pessoas com sobrepeso e obesidade vivem de seis a doze anos com doenças crônicas. Os mais atingidos foram os adultos entre 20 e 29 anos com obesidade mórbida, que amargavam 19 anos com diabetes e doenças cardiovasculares.

De acordo com Grover, os resultados do estudo podem ser úteis para obesos e profissionais de saúde. “É preciso valorizar o estilo de vida saudável, investindo em mudanças na dieta e prática regular de atividade física”, diz.