Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Médicos de doze estados suspendem atendimentos a planos de saúde nesta quarta

Paralisação prevista para durar 24 horas não irá afetar consultas e procedimentos de emergência e urgência

Os médicos brasileiros de 12 estados que atendem planos de saúde suspendem nesta quarta-feira os atendimentos por 24 horas. A paralisação dá continuidade ao movimento iniciado em abril de 2011, que reivindica aumenta de honorários e fim da interferência na relação médico e paciente. Atendimentos de casos de emergência e urgência não serão afetados.

A suspensão acontece nos seguintes estados: Acre, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Sergipe. Em nove deles, o protesto tem duração prevista de 24 horas. Na Paraíba, a ação dos médicos ocorrerá apenas no período desta manhã. No Piauí, a paralisação deve durar 72 horas.

Entre as principais reivindicações dos médicos estão a criação de regras para credenciamento e descredenciamento de médicos; o fim das explicações para procedimentos médicos realizados; e o estabelecimento de uma data base anual para reajuste ou fixação de aditivos contratuais com redefinição dos valores dos serviços contratados.

Médicos – Segundo dados divulgados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), dos 371.000 médicos registrados no órgão, cerca de 170.000 atuam na saúde suplementar. Todos os anos, esses profissionais realizam aproximadamente 223 milhões de consultas e acompanham quase 5 milhões de internações.