Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Médico italiano infectado por ebola em Serra Leoa será levado para Roma

O profissional de saúde, o primeiro italiano a contrair a doença, ainda não tem febre, nem outros sintomas graves

Um médico italiano infectado com o vírus do ebola em Serra Leoa será transferido para um hospital especializado em doenças infecciosas em Roma, anunciou nesta segunda-feira o Ministério da Saúde da Itália.

O profissional de saúde, o primeiro italiano que contraiu a doença, trabalhava para a organização não governamental italiana Emergency em um centro para doentes de ebola em Lakka, nos arredores da capital, Freetown. Ele deverá ser transportado em um avião da aeronáutica italiana, na noite desta segunda-feira, para ser tratado no Instituto Lazzaro Spallanzani. Segundo o governo da Itália, o médico ainda não tem febre, nem outros sintomas graves.

Leia também:

Ebola: como o vírus ‘burro’ se tornou uma epidemia

Butantã vai desenvolver soro contra o ebola

Mortes – De acordo com o último boletim divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), na sexta-feira, a atual epidemia de ebola infectou 15 351 pessoas, das quais 5 459 morreram. Oito países foram afetados pela epidemia: Serra Leoa, Guiné, Libéria, Mali, Nigéria, Senegal, Espanha e Estados Unidos.

(Com Agência Brasil)