Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Irmãos mais velhos têm maior risco de obesidade

De acordo com novo estudo, os primogênitos têm um índice de massa corporal, em média, 2,4% maior do que os irmãos mais novos

Diversos estudos científicos já se debruçaram sobre as vantagens de ser o primeiro filho. Ao longo dos últimos anos, pesquisas mostraram que os primogênitos são mais inteligentes, mais bonitos e até têm mais sucesso quando comparados aos irmãos mais novos. Agora, uma nova pesquisa mostrou um lado negativo para os mais velhos: eles também correm mais risco de ter sobrepeso e obesidade.

Publicado recentemente na revista científica Journal of Epidemiology & Community Health, os resultados do estudo mostraram que os filhos mais velhos têm um índice de massa corporal (IMC) 2,4% maior que os irmãos nascidos depois. Quando a comparação foi feita entre meninas, os pesquisadores descobriram que as primogênitas correm um risco 30% maior de sobrepeso e até 40% de obesidade .

Leia também:

Crianças confiam mais nos pets do que em irmãos

Primogênitos têm mais sucesso

Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores da Suécia e da Nova Zelândia avaliaram dados de 13 406 pares de irmãs suecas. A análise mostrou que, no momento do nascimento, a irmã mais velha era ligeiramente mais leve que as mais novas. Mas, quando adultas, elas tinham IMC maior e estavam mais propensas ao sobrepeso e à obesidade. Em outra parte do estudo, os cientistas avaliaram dados sobre o peso de recém-nascidos em 1991 e também no fim da adolescência. Os resultados mostram que os irmãos primogênitos também tendem a serem mais gordos.

A pesquisa também mostrou que os primogênitos correm mais risco de sofrer problemas de saúde como diabetes e hipertensão. Entretanto, assim como a tendência ao sobrepeso, os pesquisadores não souberam explicar as razões disso.

(Da redação)