Dificuldade para engravidar? A causa pode ser a sua imunidade

Especialista ouvido pelo site de VEJA aponta as principais causas imunológicas que impedem uma gravidez

Na população em geral, 15% a 20% das mulheres não conseguem engravidar. De cada 10 mulheres que engravidam, só três terão o bebê. Entre os sete abortos espontâneos, seis ocorrerão no início da gestação e durante a menstruação. “Muitas mulheres nem ficam sabendo que estavam grávidas”, diz o imunologista especializado em reprodução humana, Ricardo de Oliveira, diretor médico da RDO Diagnósticos. Pois a causa pode ser uma questão ainda pouco sabida e investigada: problemas associados à imunidade do organismo, como tiroidite, endometrite e trombofilias. 

O casal com dificuldade para engravidar deve, antes de tudo, se submeter a exames pontuais  e rotineiros, como espermograma, avaliação das trompas e reserva ovariana. Cerca de 70% dos problemas de infertilidade são decorrentes de tais problemas. Muitos pacientes deixam de investigar a causa neste momento. Pois o segundo passo fundamental a ser tomado é recorrer aos exames imunológicos.

“Há sempre uma causa para infertilidade, que pode ser investigada e tratada com mais de 90% de êxito”, afirma.

Leia também:
Beijo pode transmitir vírus que causa infertilidade
Relação sexual frequente impacta na fertilidade feminina

Isso porque, cerca de 98% das mulheres que tentaram engravidar e sofreram abortos espontâneos apresentam algum tipo de problema imunológico. Baseado em um levantamento realizado com 11.000 pacientes e na revisão de estudos clínicos, o especialista aponta os problemas imunológicos mais frequentes que podem dificultar a gestação ao impedir a implantação do embrião no útero e ou até mesmo provocar abortos precoces.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marcia cioquetta

    Esqueceram de um problema bem relacionado com a imunidade e a fertilidade. Sou um exemplo disso. Meu sistema imunologico no auge de meus 34 anos passou a nao reconhecer mais meus ovários como sendo parte do meu corpo e os atacou. Matando todos os meus ovulos, deixando me assim, na menopausa aos 34 anos. E com tudo o que isso implica. Muito dificil passar por uma menopausa aos 34 anos e todos os sintomas psicologicos e fisiologicos.

    Curtir