Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cientistas criam droga capaz de curar o ebola

Remédio atua impedindo o vírus de se reproduzir

Um time de cientistas financiados pelos Estados Unidos desenvolveram um remédio capaz de, pela primeira vez, tratar com alto grau de sucesso os infectados pelo vírus ebola e pelo vírus Marburg, ambos altamente letais e contagiosos. A pesquisa, divulgada nesta segunda-feira no períodico Nature Medicine, reportou a cura de 60% dos macacos infectados com o ébola e 100% dos infectados com o Marburg. Uma das drogas usadas chegou a 90% de cura do ebola.

Foto de um vírus ebola tirada em um microscópio eletrônico

Foto de um vírus ebola tirada em um microscópio eletrônico (VEJA)

O vírus do ebola tem, nas últimas décadas, provocado milhares de mortes em várias regiões da África. Dependendo do tipo de vírus, chega a matar 90% dos infectados. Entre macacos e gorilas, alguns deles ameaçados de extinção, a mortalidade é de 100%. Tanto o ebola como o Marburg causam febres hemorrágicas e podem ser transmitidos pelo contato com o sangue ou fluídos corporais das pessoas doentes.

Atualmente não existe nenhum tipo de remédio ou vacina disponíveis para o tratamento dos dois vírus. As drogas, desenvolvidas pelo Instituto de Pesquisas Médicas sobre Doenças Infecciosas do Exército dos Estados Unidos, em colaboração a AVI BioPharma, uma empresa de biotecnologia de Washington, impedem os vírus de se reproduzirem. O governo americano investiu 291 milhões de dólares na pesquisa, temendo o uso dos vírus como armas biológicas.