Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Campanha nacional de vacinação contra pólio começa neste sábado

Imunizações, que vão até 6 de julho, são orais e destinadas a menores de cinco anos de idade. Governo pretende vacinar 13,5 milhões de crianças

Começa neste sábado a campanha nacional de vacinação contra a poliomielite, que vai durar até o dia 6 de julho. Segundo o Ministério da Saúde, a meta das imunizações é atingir 13,5 milhões de crianças menores do que cinco anos de idade, inclusive aquelas que já receberam a vacina antes.

A campanha deste primeiro semestre vai oferecer 23 milhões de doses da vacina oral, as chamadas gotinhas. O objetivo do Ministério é imunizar 95% do público-alvo, que é composto por 14,1 milhões de crianças com idades até quatro anos, onze meses e 29 dias. Todas devem tomar as duas gotinhas, mesmo as que estiverem com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia.

No caso de crianças com alguma doença grave, com quadro de febres acima de 38º Celsius ou de alguma infecção, recomenda-se que um médico seja consultado antes. Ao todo, 115 mil postos de saúde, além de unidades móveis espalhadas por shoppings, rodoviárias e escolas em todo o país, vão oferecer a vacina.

Leia também:

O perigo de não vacinar as crianças

Ministros da saúde de 194 países aprovam plano para melhorar vacinação no mundo

Mudança no segundo semestre – De acordo com o Ministério, a partir de agosto deste ano, crianças que nunca foram imunizadas contra a paralisia infantil devem receber a primeira dose da vacina em forma injetável aos dois meses de idade e a segunda aos quatro meses. As terceira e quarta doses deverão ser recebidas aos seis e aos 15 meses, respectivamente, e em forma de vacina oral.

Paralisia infantil – Causada por um vírus, a poliomielite atinge com mais frequência crianças de até cinco anos, podendo causar paralisia e levar à morte. Transmitido por via fecal-oral, o vírus tem uma incidência maior em países com baixos índices de condições sanitárias e higiene. Não existe tratamento para a doença, mas a prevenção por meio da vacina garante imunidade contra o problema.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil não registra um caso de poliomielite desde 1989. Mesmo assim, é importante que a vacinação seja mantida, já que o vírus ainda circula ao redor do mundo. Entre 2007 e 2012, 35 países registraram casos da doença, sendo que em três – no Paquistão, na Nigéria e no Afeganistão – são casos endêmicos.

Confira o calendário oficial de vacinação de 2012