Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Anvisa proíbe tintura para cabelo e óleo de Argan

Por falsificação, a Anvisa proibiu 4 lotes de tintura Color Premium Creme Colorante Smart Extreme. Também foi proibida a venda do óleo Argan Oil, da Jhor's

Nesta segunda-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda de quatro lotes de tintura para cabelo Color Premium Creme Colorante Smart Extreme, da empresa Coferly Cosmética Ltda. De acordo com a resolução, publicada no Diário Oficial da União, a medida foi tomada após a confirmação de fraude dos produtos em questão.

Segundo informações da Anvisa, a Coferly Cosmética Ltda, fabricante da tintura Color Premium Creme Colorante Smart Extreme, identificou quatro lotes do produto com características divergentes das que constam na embalagem original, o que configura falsificação.

Veja também

Os lotes que tiveram a apreensão determinada pela Anvisa foram:

M2909 Validade: 03/19 Tonalidade 5.0 Castanho claro
G2235 Validade: 12/19 Tonalidade CSV22 Corretor violeta
M1460 Validade: 11/19 Tonalidade S55.62 Castanho claro vermelho irisado smart especial
K1612 Validade: 12/19 Tonalidade CS.A11

Em e-mail enviado à VEJA, a Coferly Cosmética Ltda diz: “A Coferly, maior empresa de terceirização em coloração e descoloração capilar da América do Sul, informa que foi alvo de ação localizada de adulteração de unidades de quatro lotes do produto cosmético produzidos para a marca Color Premium Creme Colorante Smart Extreme. Assim que tomou conhecimento desta adulteração, que apresentava características divergentes do que havia fabricado e configurava fraude, a Coferly informou a ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que tomou as medidas legais necessárias para a preservação da saúde do consumidor final.  A Coferly reitera que segue os procedimentos de formulação e fabricação de seus produtos de acordo com as legislações vigentes. Desta forma, a empresa mantém amostras de retenção de tudo o que é produzido para seus clientes, o que permite identificar eventuais desvios conduzidos fora de suas instalações. Os lotes suspensos foram: M2909, com validade 03/19 – Tonalidade 5.0 Castanho claro; G2235, com validade 12/19 – tonalidade CSV22 – Corretor violeta; M1460, com validade 11/19 – tonalidade S55.62 Castanho claro vermelho irisado smart especial e K1612, com validade 12/19 – tonalidade CS.A11. Estes lotes não foram produzidos pela Coferly e, em função da denúncia que fez junto ao órgão regulador, eles serão apreendidos e recolhidos pela própria ANVISA. A Coferly esclarece ainda que atua com matérias-primas de procedência garantida. Presente no mercado há cerca de 80 anos, é reconhecida pelas melhores marcas de coloração profissional. A empresa reitera seu comprometimento com a qualidade de seus produtos e a transparência com seus clientes.” 

Óleo de Argan

Além das tinturas para cabelo, A Anvisa determinou a proibição de todos os lotes do produto Argan Oil, da marca Jhor’s. Segundo a resolução, o produto fabricado pela empresa Antonia Lóide Palmiero Martins era comercializado sem registro sanitário e deve ser recolhido do mercado.

Até o fechamento dessa matéria, a reportagem não conseguiu contato com nenhum representante da empresa Antonia Lóide Palmiero Martins.